Destakinews Publicidade 728x90
06/10/2022 às 14h38min - Atualizada em 06/10/2022 às 14h38min

Após pressão de familiares, Temer desiste de apoio oficial a Bolsonaro

O ex-presidente Michel Temer (MDB) vota no campus Monte Alegre da PUC, no bairro de Perdizes, zona oeste da cidade de São Paulo — Foto: SUAMY BEYDOUN/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

O ex-presidente Michel Temer (MDB) desistiu de apoiar oficialmente o presidente Jair Bolsonaro (PL) no segundo turno da disputa presidencial.
Em nota, Temer diz que aplaudirá a candidatura que "defender a democracia, cumprir rigorosamente a Constituição, promover a pacificação, manter as reformas já realizadas no meu governo e propor ao Congresso Nacional as reformas que já estão na agenda do país".

O comunicado, no entanto, faz uma sinalização a Bolsonaro, principalmente quando defende a manutenção “das reformas já realizadas no meu governo”. O PT do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já defendeu a revogação do teto de gastos e a suspensão de trechos da reforma trabalhista.

As filhas de Temer ficaram insatisfeitas com encontro que pai o teria no fim de semana com Bolsonaro para declarar apoio a ele.

Luciana Temer, por exemplo, tem posições públicas progressistas e já foi secretária de Assistência e Desenvolvimento Social da cidade de São Paulo durante a administração de Fernando Haddad.

Temer ensaiava uma aproximação com o PT, mas a operação acabou suspensa após Lula afirmar no debate da Globo que o ex-presidente era "golpista".

Havia a expectativa de que o emedebista anunciaria, até o fim desta semana, o seu apoio a Bolsonaro.

Fonte : O Globo

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Destakinews Publicidade 1200x90