Destakinews Publicidade 728x90
26/09/2022 às 14h58min - Atualizada em 26/09/2022 às 14h58min

Ex-diretor é condenado a 12 anos de prisão por estuprar alunos em escola de Cassilândia

O crime começou em novembro de 2017 e só foi descoberto após as vítimas contarem para a mãe

O ex-diretor adjunto, de 58 anos, de uma escola de Cassilândia, foi preso nesta semana, na casa da mãe, em Rubineia, São Paulo, após ser condenado a 12 anos de prisão em regime fechado por estupro de ao menos cinco alunos, de 9 a 13 anos.

O crime acontecia dentro da instituição em que o diretor trabalhava na ocasião dos fatos. Em um dos casos citados na denúncia, o ex-diretor estuprou duas irmãs dentro do banheiro da escola. O crime começou em novembro de 2017 e só foi descoberto após as vítimas contarem para a mãe. Para o ato sexual, o diretor-adjunto levava as crianças para uma sala, onde trancava a porta, e fazia sexo com elas. Na época, o Conselho Tutelar foi procurado, mas a denúncia só chegou na Polícia Civil em maio de 2018.

Conforme o site Enfoque MS, os responsáveis pelo Conselho Tutelar alegaram na investigação que o homem era influente na cidade e a equipe temia por represálias. O caso só foi denunciado após a mãe de uma outra criança relatar a mesma situação para a polícia. Ao todo, foram pelo menos cinco vítimas do estupro, de ambos os sexos. Depois das denúncias, o ex-diretor foi demitido.  

FONTE: MS TODO DIA
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Destakinews Publicidade 1200x90