29/04/2022 às 10h34min - Atualizada em 29/04/2022 às 10h34min

Projeto Fazenda Corredor da Way-306 já beneficia entidades assistenciais de Costa Rica e região

Uma rápida cerimônia realizada na tarde desta quinta-feira (28), na sala de reuniões do gabinete do prefeito de Costa Rica, Cleverson Alves dos Santos, marcou o repasse à três entidades assistenciais do município. Cada entidade recebeu R$ 15 mil dos primeiros produtores rurais que aderiram ao Projeto Fazenda Corredor, programa socioeconômico lançado pela Way-306 em novembro de 2021 que legaliza a produção agrícola na faixa de domínio da MS-306, e tem como objetivo, doar parte da produção agrícola destas áreas às entidades assistenciais escolhidas pelos agricultores.
 
A Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), Casa da Sopa vinculada ao Centro Espírita Amor e Caridade, e o Lar dos Idosos (Lar Recanto dos Idosos Roberto Lopes Gonçalves), de Costa Rica receberam R$ 15 mil cada dos Irmãos Renato e Rudnei Bürguel, os primeiros produtores que aderiram ao programa.
 
A Fundação Gileade, de Chapadão do Sul, e a Comunidade Terapêutica Nova Esperança, de Paraíso das Águas, também estão entre as beneficiadas iniciais. Cada uma delas recebeu R$ 2.250,00 em repasse da Fazenda Padrão, de propriedade de Rubens Carlos Buschmann.
 
A Fazenda Pouso Frio, de José Ronaldo Xavier Machado, realizou a doação de R$ 7.650,00 para a Apae de Chapadão do Sul. E a Fazenda Pouso Frio 2, de Laureno Schetter Machado, vai doar parte da produção na faixa de domínio para o Hospital de Amor de Barretos.
 
A entrega dos benefícios às entidades foi marcada por evento realizado na Prefeitura Municipal de Costa Rica, com a presença do prefeito Cleverson Alves, vice-prefeito Roni Cota, vereador Lucas Lázaro Gerolomo, secretários municipais de Turismo, Artur Baird e de Governo, Airton Ruiz, além dos produtores e representantes das entidades assistenciais, da AGEMS (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul) e da Way-306 Concessionária da Rodovia MS-306.
 
O prefeito Cleverson Alves, destacou o projeto ser muito mais que a simples doação de recursos para as entidades beneficentes como a Apae, Casa da Sopa e Lar dos Idosos. “É um programa inovador e que aproveita a terra que antes ficava abandonada. Agora ela passa a produzir grãos e gerar riquezas e com isso, ganha o produtor rural, ganha a entidade que recebe parte da produção em donativos, gera mais segurança às rodovias, num extensão de 20 metros de cada lado da rodovia. O projeto foi idealizado e iniciado em Costa Rica, em nosso Estado e vai servir de modelo para ser implantado no Brasil inteiro”, finaliza o gestor costarriquense.
 
Conheça o Projeto
 
Realizado com a aprovação da AGEMS, o Projeto Fazenda Corredor foi elaborado com fins sociais em benefício da população dos municípios lindeiros da MS-306. Ou seja, parte da produção agrícola que está na faixa de domínio e que seria removida por determinação do PER - Programa de Exploração da Rodovia (documento que especifica as obrigações e parâmetros para execução do Contrato de Concessão da Rodovia), por se trata de área de propriedade de Estado, pode ser revertida para entidades assistenciais pelos produtores que aderirem ao Projeto.
 
“O produto da doação não será revertido em favor da Concessionária ou do Poder Concedente, pois esse Projeto é uma ação social em busca da melhoria da qualidade de vida da população”, afirma o diretor-presidente da Way-306, Paulo Nunes Lopes.
 
“Para não tornar toda essa área fértil inútil, já que teríamos que desocupá-la como estabelece o PER, por que não fazer dessa terra rica uma área de agricultura social ao invés de torná-la improdutiva?”, declara o idealizador do Projeto, Marcelo Ceccarelli, gerente de operações da Way-306.
 
Cada produtor que aderir ao programa se comprometer a fazer a doação diretamente à entidade escolhida dentre uma lista pré-estabelecida, de acordo com a necessidade da entidade. A doação pode ser em verba, bens adquiridos (como fraldas, equipamentos para postos de saúde, materiais escolares, entre outros) ou doação para fundos municipais para a infância e juventude.
 
“Esse projeto da Way-306 é muito importante para a região, já que o produtor que tem áreas às margens da MS-306, poderá continuar cultivando nessa faixa, que é de domínio do Estado, valorizando essa terra, sem a necessidade de fazer cerca, mantendo-a limpa, evitando propagação de incêndios e de ervas daninhas. Além de proteger essas áreas e continuar produzindo, uma parte da produção é destinada para doação às entidades filantrópicas da nossa região", declarou Rudinei Bürgel, dos Irmãos Bürguel.
 
Para participar do Projeto Fazenda Corredor, o produtor rural interessado deve procurar a Way-306 e estar de acordo com seus direitos e obrigações, antes de formalizar um Termo de Uso. “Vamos receber cada um dos interessados para prestar os esclarecimentos e informações necessárias para atuarmos em parceria”, informa o presidente da Concessionária.
Com informações da Assessoria Way-306.

Fonte: Prefeitura Municipal de Costa Rica

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »