05/04/2022 às 10h39min - Atualizada em 05/04/2022 às 10h39min

Com presença de autoridades, a Tecnoshow Comigo 2022 está oficialmente aberta

A abertura da Feira Tecnoshow Comigo foi oficializada na manhã desta segunda-feira, no Centro Tecnológico Comigo (CTC), em Rio Verde (GO), depois de dois anos, em cerimônia com a presença de autoridades estaduais, federais, municipais e embaixadores internacionais.

A cerimônia foi aberta por Antonio Chavaglia, presidente da Comigo, organizadora do evento, que deu as boas-vindas ressaltando a importância da volta da realização da feira, após dois anos, e reforçou a luta dos produtores durante a pandemia da Covid-19. “Quando o mundo todo parou, o produtor continuou a levar o alimento para todos”, disse. “A feira retorna cheia de novas tecnologias, robusta, grandiosa, o produtor está ansioso para ver as novidades, após dois anos”, destacou Chavaglia.

Antonio Chavaglia falou ainda sobre o quesito juros, principalmente num momento difícil como na pandemia. “Apenas um banco ofereceu juros na cobrança de crédito a 6,5%. O que está acontecendo com o Brasil? É um desprezo pela agricultura, não tem renda que pague os juros cobrados a 12, 15 ou 20%”, criticou. Ele finalizou desejando a todos uma ótima feira.

Ronaldo Caiado, Governador do Estado de Goiás, relembrou que o seu início na política foi defendendo o produtor e deu ênfase ao aumento da produtividade. “Graças à tecnologia e ao avanço apresentado por uma feira como essa, que mostra como cultivar técnicas diferentes com tecnologia inovadora, estamos avançando e produzindo mais em menos hectare”, citou.

Já o prefeito de Rio Verde, Paulo do Vale, não deixou de enfatizar a luta dos produtores em meio à pandemia. “Tivemos que lidar com a doença e a economia, mas conseguimos superar e agora Rio Verde recebe todos de braços abertos”. O prefeito da cidade também destacou a importância do cooperativismo no cenário nacional e mundial. “O cooperativismo é uma filosofia de vida. A cada cinco empregos no mundo, um é gerado pelo cooperativismo”.

O presidente do Sindicato Rural de Rio Verde, Luciano Jayme, reforçou a luta dos sindicatos rurais em prol dos produtores e falou da necessidade de mudanças do agronegócio no Brasil. “Queremos um país de mudanças, um país de transformação”.

O deputado federal de Minas Gerais, Lafayette Andrada, demonstrou seu contentamento com o que viu na Feira e encheu de elogios a organização e os produtores goianos. “Estou admirado com que estou vendo aqui e sairei falando que o agro está pulsante em Goiás. A Tecnoshow é mesmo um show.”

Luís Alberto, presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras do Estado de Goiás (Sistema OCB/GO), falou sobre o apoio do governador Caiado e do secretário César Moura na luta para aumentar o limite de financiamento das cooperativas agroindustriais para armazéns. Além disso falou que o prefeito “nos disse que gostaria de fazer com que a semana anterior à feira seja considerada a semana do cooperativismo e que existe a vontade de se criar um museu do cooperativismo em Rio Verde”, informou Luís Alberto.

O presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Márcio Lopes de Freitas, citou como o Brasil pode ser útil no abastecimento global, principalmente diante da crise internacional. “Não devemos deixar faltar combustível na máquina da agricultura brasileira. Temos que sustentar o abastecimento global. O Brasil é o segundo maior produtor e exportador de alimentos do mundo. O combustível dessa máquina se chama crédito”, ponderou.

João Carlos Marchesan, presidente do Conselho de Administração da Abimaq, falou sobre o crescimento significativo no setor de máquinas e abastecimento no ano de 2021, “Tivemos registros de índices de crescimento importantes em relação ao ano anterior, apesar da pandemia e todos os problemas enfrentados pela indústria.”

O presidente da Associação Pró-Desenvolvimento Industrial do Estado de Goiás (Adial), José Garrote, disse da necessidade de sempre valorizar o produtor e a matéria-prima. “Agregar valor aos nossos produtos, capacitando nosso povo, distribuindo renda, gerando riqueza, isso que dá prosperidade ao nosso Estado”.

O deputado estadual Lissauer Vieira destacou a sua luta pelo agronegócio como presidente da Assembleia Legislativa de Goiás. “A taxa de juros alta prejudica a rentabilidade dos produtores, classe que me elegeu para ser defendida na Assembleia Legislativa.” Lissauer também falou da expectativa de produção de grãos para o Estado de Goiás. “Temos a expectativa de produzir 30 milhões de grãos neste ano”.

O deputado federal, Delegado Valdir, destacou como o agronegócio foi importante na economia brasileira em tempos de pandemia. “Foi o agronegócio que sustentou o país quando tudo parou”.

Na oportunidade, a empresa de Correios fez uma homenagem à Comigo lançando o selo da Tecnoshow.

Fonte: Tecnoshow Comigo


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »