30/03/2022 às 14h52min - Atualizada em 30/03/2022 às 14h52min

Vereador Sapo sofre mau súbito durante Sessão da Câmara de Vereadores em Chapadão do Sul

Na noite desta segunda-feira, 28 de março, o Vereador Sapo sofreu um mal súbito durante a sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Chapadão do Sul.

Em aproximadamente um minuto o vereador voltou à consciência e o Corpo de Bombeiros foi acionado. Ele saiu do plenário caminhando, acompanhado por dois militares bombeiros. Sapo foi conduzido para o Hospital Municipal de Chapadão do Sul.

O Vereador permaneceu no hospital até o início da madrugada, passou por uma bateria de exames e nada foi diagnosticado. Sapo informou que na próxima semana deverá seguir até a capital Campo Grande, para novos exames, na tentativa de descobrir o que motivou o mal súbito.

A sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Chapadão do Sul, desta segunda-feira, 28 de março já se iniciou com oito, dos nove membros do legislativo. A Vereadora Professora Almira não compareceu por motivo de saúde.

A sessão transcorria normalmente e logo após a leitura do expediente de vereadores, o Secretário Vanderson Cardoso realizava a leitura da Mensagem do Executivo, que trazia na pauta, quatro projetos de leis. Três pedidos de urgência foram recusados por unanimidade dos vereadores.

Os trabalhos seguiam na normalidade, com os oito legisladores, quando o Vereador Sapo sofreu um desmaio e caiu de sua cadeira. A sessão foi imediatamente suspensa, o socorrista da Cruz Vermelha, o Jornalista Adejair Moraes estava presente na sessão e orientou os procedimentos para a volta da consciência do vereador, sem necessidade de massagens.

O Corpo de Bombeiros foi acionado, mediu a pressão do vereador e o conduziu para o Pronto Socorro do Hospital Municipal, distante do local 150 metros aproximadamente, para exames médicos. Ele saiu consciente e orientado, caminhando junto aos socorristas bombeiros. Sapo é comerciante e esportista, goleiro no futebol de salão, sete society e disse que nunca havia sofrido desmaios.

Diante dos fatos, o Presidente do Legislativo, André Ricardo dos Anjos sugeriu a suspensão dos trabalhos, colocou em votação e os sete vereadores presentes concordaram. Com a medida, a ordem do dia daquela sessão foi transferida para a próxima, que deverá ser realizada na segunda-feira, 04 de abril, a partir das 19 horas.

Fonte: Jovemsulnews


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »