24/02/2022 às 10h01min - Atualizada em 24/02/2022 às 10h01min

Menino é internado após ser picado por aranha em Aparecida de Goiânia

Família reclama que criança começou a passar mal há dez dias e procurou atendimento em hospitais públicos. Porém, Miguel Alves só recebeu o diagnóstico correto após uma consulta particular.

Um menino de 2 anos foi internado na terça-feira (22) devido a uma picada de aranha, em Aparecida de Goiânia, Região Metropolitana da capital. A família denuncia que há dez dias tem procurado unidades de saúde, mas que Miguel Alves Agapito foi diagnosticado com outras doenças. Eles tiveram que pagar uma consulta particular com especialista para conseguir um laudo confirmando a picada.
A atendente Andressa Fernandes da Silveira, de 24 anos, tia do Miguel, disse que o menino começou a passar mal no dia 12 de fevereiro. Familiares procuraram pelo quarto e encontraram uma aranha no berço da criança.
Em nota, o Hospital Estadual da Criança e do Adolescente (Hecad) disse que Miguel recebeu a classificação laranja, considerada muito urgente, e foi atendido imediatamente. Ele passou por uma avaliação com cirurgião, ortopedista e infectologista. Ele está internado e medicado com antibiótico.
Miguel passou mal e teve febre de 40°C. Os pais o levaram ao Hecad, mas o menino foi diagnosticado com dengue.

“Nós falamos que tinha o caroço no bracinho dele, mas os médicos disseram que não era nada. Ele estava com febre de 40,6°C. No dia seguinte ele continuou passando mal, levamos de novo, mas não internaram ele”, contou Andressa.

A tia disse que os pais levaram o menino a outras unidades de saúde, mas não conseguiam internação e o estado de saúde do Miguel foi piorando. Os familiares, então, pagaram uma consulta particular com um infectologista na noite de terça-feira (22).

“O médico fez um laudo confirmando que o Miguel foi picado por aranha e disse que ele tinha que passar por uma cirurgia para drenar a picada. Ele corre até risco de ter o braço amputado”, disse a tia.

Com o laudo, a família foi novamente ao Hecad e conseguiu que Miguel fosse internado. A tia contou que ele está recebendo medicação e será atendido pelos médicos.

Fonte: G1 Goías


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »