21/10/2021 às 10h05min - Atualizada em 21/10/2021 às 10h05min

Fazendeiro é flagrado descartando gado morto às margens da BR 060 em Paraíso das Águas

Um fazendeiro foi denunciado por internautas, que passavam pelo local e flagraram o descarte ilegal de animais mortos, às margens da rodovia BR 060, na altura do KM 132, próximo à ponte do Rio Verde, sentido Camapuã, no município de Paraíso das Águas.

As imagens mostram duas cabeças de gado – supostamente atingidas por raio (conforme relato do denunciante), sendo descartadas às margens da rodovia.

Utilizando uma caminhonete F-1000, o fazendeiro se dirige às margens da rodovia e simplesmente arrasta as carcaças dos animais até local, deixando completamente expostas.

Após ser flagrado, ele retorna ao local e joga apenas um pouco de terra que mal cobre as carcaças.

O produtor rural seria morador da cidade de Camapuã e deverá ser responsabilizado pelo ato. O caso também foi denunciado à Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (IAGRO/MS), unidade de Paraíso das Águas.

Gado atingido por raio deve ser enterrado – Instrução normativa do Ministério da Agricultura determina que animais mortos na propriedade rural não devem ser destinados a consumo humano ou animal. As carcaças devem ser queimadas e enterradas fora das áreas utilizadas para o manejo da exploração pecuária e afastado das demais instalações da propriedade.

Gado morto em decorrência de raio ou de frio pode ficar por horas no campo, longe de condições sanitárias ideais e, portanto, sujeito a contaminações.

Fonte: BNC Noticias


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »