20/09/2021 às 10h59min - Atualizada em 20/09/2021 às 10h59min

APÓS 30 HORAS DESAPARECIDA, IDOSA É ACHADA EM MATA A MAIS DE 15 KM DE DISTÂNCIA DE ONDE SAIU PARA COLHER PEQUIS E SE PERDEU

A idosa Eva Ramos, de 65 anos, desapareceu ao sair para colher pequis e foi resgatada a mais de 15 km de distância do lugar onde sumiu, em Mozarlândia, no norte de Goiás. Segundo a filha dela, Graziela Ramos, a mãe ficou cerca de 30 horas perdida, mas foi encontrada e levada para o Hospital Municipal da cidade, onde passa bem.

A unidade de saúde informou, por telefone, que a paciente segue internada neste domingo (19), um pouco agitada, mas consciente, conversando e se alimentando normalmente.

A idosa sumiu ao final da manhã de sexta-feira (17) e foi encontrada e socorrida no início da tarde do dia seguinte, sábado (18).

Graziela disse que saiu com a mãe para pegar pequis, mas que ela acabou indo muito longe e elas se perderam. Desesperada, ela começou a chamar por Eva e não conseguia encontrá-la.

"Chamei minhas irmãs, vieram lá de Trindade para ajudar a procurar. Fui pedindo ajuda, e o povo aqui de Mozarlândia é muito solidário, então colocamos nas redes sociais e conseguimos muita gente para ajudar", disse.

O sub-tenente do Corpo de Bombeiros Cristiano Oliveira contou que bombeiros saíram de Aruanã, onde fica a base, para ajudar nas buscas. Eles trabalharam até o início da noite, mas não a encontraram e foram embora para voltar e continuar com as buscas no dia seguinte.

Veja também
Vulcão entra em erupção nas Ilhas Canárias espanholas
Emmy 2021: 'The Crown', 'Ted Lasso' e 'O gambito da rainha' são grandes vencedoras da noite
Gabby Petito: corpo é achado nos EUA durante buscas pela influenciadora desaparecida
“Um rapaz que estava numa moto ajudando nas buscas a achou deitada embaixo de um arbusto. Ela estava muito desidratada, não havia se alimentado e não conseguia falar, só balbuciava”, completou o bombeiro.
O bombeiro lembrou que o tempo muito quente e a umidade extremamente baixa deixaram a idosa debilitada.

Cristiano disse ainda que o local que ela foi achada era de difícil acesso, por isso contaram com a ajuda de um trator de uma fazenda da região para abrir caminho até um certo ponto. Para resgatá-la, os bombeiros improvisaram uma maca, deram os primeiros socorros e a levaram ao hospital.

Graziela disse que a mãe sempre foi muito saudável e está confiante na recuperação plena dela.

"Sempre foi muito forte, muito ativa, sempre gostou de pescar, catar pequi. Acho que isso ajudou muito ela a aguentar até o momento que conseguimos encontrá-la", disse.


Fonte: G1
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »