26/08/2021 às 11h05min - Atualizada em 26/08/2021 às 11h05min

Prefeito de Chapadão do Sul endurece e tenta obrigar todos a se vacinarem

Na manhã desta quarta-feira, 25 de agosto, o Prefeito de Chapadão do Sul reuniu a imprensa local para anunciar novo decreto municipal que adota medidas de flexibilização quanto às restrições impostas pela pandemia e endurece para aqueles que não se vacinaram.

João Carlos Krug disse que a medida adotada é a tentativa de obrigar aquelas 3.000 pessoas, acima de 12 anos de idade, que não querem se vacinar a se imunizarem contra a Covid-19. Foto: Rafael Ferreira

O novo decreto mantem o toque de recolher, porem somente na madrugada, da 01h00 até às 05 horas. Fora disso, ele endurece e tenta “obrigar” o cidadão a se vacinar. No seu Artigo 2º determina a apresentação de comprovante de vacinação para ingresso e permanência em todos os estabelecimentos comerciais, mediante verificação por meio da carteira de vacinação, a qual contenha informações de que aquela pessoa tenha sido vacinada com no mínimo uma dose de algum imunizante contra a Covid-19. Ainda fica restrito a entrada ou permanência, para quem ainda não se vacinou, em shows e eventos públicos ou privados, em ambientes fechados ou abertos, respeitadas as medidas sanitárias existentes, de biossegurança, regras de distanciamento e utilização de máscara.

A realização de shows e eventos em ambientes fechados e ao ar livre deverão respeitar lotação máxima de até 90%, somente para assentos, não sendo permitida a presença de pessoas em pé ou aglomeradas nos locais. Igualmente devem ser observadas as medidas de biossegurança.

Os shows compreendidos como de grande porte deverão os idealizadores comunicarem o Comitê de Enfrentamento à Covid-19 antecipadamente, para eventual deferimento ou não.

Durante a coletiva com a imprensa local, o Prefeito João Carlos Krug disse que; acha que o município, diante dos números de infectados, em tratamento e hospitalizados devido à contaminação pelo Covid-19, deve ser mais restritivo do que o decreto estadual publicado nesta terça-feira (24).

“Um novo decreto pode ser editado, diminuindo as restrições, ou até aumentando, porém, no momento os números não são confortáveis, para seguir o decreto estadual. Temos vacinas disponíveis e aproximadamente 3.000, de 12 anos acima, de pessoas de Chapadão do Sul ainda não se vacinaram”, disse João Carlos Krug.

“Não temos um senso atualizado, mas sabemos, estamos com 12.500 pessoas, acima de 12 anos já vacinadas, o que pode representar um percentual ainda modesto”. Os comerciantes ficam na “liberdade, obrigação ou dever” de exigir de seus clientes a carteirinha de vacinação. A medida adotada é a tentativa de obrigar aquelas 3.000 pessoas, acima de 12 anos de idade, que não querem se vacinar a se imunizarem contra a Covid-19”.

Segundo o Presidente da ACE, Associação Comercial Empresarial de Chapadão do Sul, Vilmar Zimel Júnior, é importante os comerciantes continuarem seguindo o protocolo de biossegurança, estimular os funcionários e até encontrar meios de estimular os clientes a se vacinarem, para que o mais breve possível sairmos desta pandemia.

O novo decreto municipal deve ser assinado e publicado nesta quarta-feira, 25 de agosto, no Portal da Transparência da Prefeitura Municipal de Chapadão do Sul.

Fonte: Jovemsulnews 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »