16/08/2021 às 14h34min - Atualizada em 16/08/2021 às 14h34min

MENINO DE 3 ANOS É MORDIDO POR MACACO ENQUANTO BRINCAVA NO PARQUE AREIÃO, EM GOIÂNIA

Um menino de 3 anos foi mordido por um macaco enquanto brincava na área recreativa do Parque Areião, em Goiânia. O pai dele, Vinicius Campos Gomes, conta que pessoas estavam alimentando um animal menor quando dois macacos maiores cercaram a criança.

“Estávamos passeando, sentamos e deixamos ele brincando com outras crianças. Um pai pegou um coco, colocou em cima da grade e o macaco começou a comer. Depois o Miguel saiu do cercadinho, apareceram mais dois macacos que cercaram ele e um acabou mordendo”, contou Vinicius.
O caso aconteceu na tarde de sábado (14). O pai contou que a mordida em Miguel foi profunda e ele teve que tomar vacina contra a raiva. Ainda ressaltou que no local não há fiscalização. “Corremos para o médico, que nos contou que o caso não é o primeiro. Miguel teve que tomar vacina antirrábica, são cinco doses. O povo dá comida porque acha bonitinho, mas não tem fiscalização para isso”.

O G1 entrou em contato com a Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma), por mensagem de texto, às 8h desta segunda-feira (16), a fim de obter um posicionamento diante do caso, e aguarda retorno.

Secretaria pede que população se vacine contra febre amarela após registrar dez mortes de macacos em quatro meses, em Goiânia
Não alimentar os macacos
Conforme o biólogo Edson Abrão, nenhum animal pode receber alimentação dentro de reservas ambientais e a ação pode causar perigo e problemas para a fauna.

“Não se deve alimentar, de jeito nenhum, nenhum tipo de animal dentro de reserva ecológica, eles têm que tirar a alimentação da natureza. Animais não podem comer pipoca, por exemplo”, explicou o profissional.
Edson ainda explica um pouco sobre o comportamento dos primatas, que vivem em bandos e costumam proteger uns aos outros.

“Animais vivem em bando. Provavelmente pode ter sido um filhote ou o líder do bando e os outros animais tentam os “proteger”. Eles têm muitas bactérias nos dentes e podem causar infecções graves”, pontuou.


Fonte: G1
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »