28/06/2021 às 10h17min - Atualizada em 28/06/2021 às 10h17min

Patriarca e filho da família Brum falecem no mesmo dia

Faleceu na manhã deste domingo, 27 de junho, no Hospital Regional de Campo Grande, o produtor rural, assentado do Incra no Projeto Sucuriú, Álido Agenulfo Brum, o homem das uvas no cerrado e do melhor queijo.

Nesta mesma data, durante a madrugada havia falecido seu filho, Nairo, por complicações de um câncer, que lutava há 10 anos.

Álido Brun foi contaminado pelo Covid-19 e acabou sofrendo ainda um AVC, Acidente Vascular Cerebral e não resistiu, vindo a falecer nesta manhã (27). Ele deixa a esposa Elda Brum e as filhas Andrea e Silvana.

Sempre muito culto e informado, Álido Brum foi um grande entusiasta e sábio. Saiu da condição de simples assentado em terras antes consideradas inóspitas, sem assistência técnica, conseguiu vencer com a força de seu trabalho e dedicação.

Foi pioneiro no Brasil na implantação da cultura da uva no cerrado do Centro-Oeste e depois passou a produzir o que é considerado o melhor queijo.

Reconhecido nacionalmente e internacionalmente, o seu queijo faz grande sucesso, chegando a conquistar até a admiração do Presidente da República Jair Bolsonaro, que deu uma “palhinha” como garoto propaganda do Queijo Brum, fato que Álido explorava com orgulho.

Os corpos de pai e filho Brum deverá ser sepultado em Paraíso das Águas, em horários a serem divulgados.

Fonte: Jovemsulnews (Norbertino Angeli)


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »