16/06/2021 às 16h10min - Atualizada em 16/06/2021 às 16h10min

GOIANO RECEBE DUAS MÁSCARAS DESCARTÁVEIS NO LUGAR DE ISCA ARTIFICIAL QUE COMPROU PELA INTERNET

Um goiano recebeu duas máscaras ao fazer a compra de uma isca artificial por meio de um anúncio de site em uma rede social. Em um mês, Guilhermino Vieira pagou cerca de R$ 500 por três produtos em sites diferentes e não recebeu as compras.

Guilhermino mora em Goiânia, ele comprou uma ferramenta multiuso de R$ 134 no dia 12 de maio, a isca artificial de R$ 94 no dia 29 de maio e no dia 31 do mesmo mês comprou um caiaque de R$ 286. Ele afirma que as três plataformas encaminharam e-mails de confirmação incluindo o código de rastreio dos produtos, que não chegaram.

“Como de costume eu estava olhando a rede social e apareceu o vídeo da ferramenta, posteriormente vi a propaganda de uma isca artificial que não tem no Brasil, achei interessante. Da mesma forma vi o caiaque. Cliquei no link e realizei a compra, recebi e-mail de confirmação, código de rastreio, porém chegou a embalagem de 10 x 10 centímetros, vazia”, explicou Guilhermino.
Um boletim de ocorrência foi registrado pelo homem na Polícia Civil e o caso segue em investigação.

"Em nenhum dos sites os meios de comunicação funcionam. Entrei, solicitei esclarecimento, mas não houve resposta", ressaltou o consumidor.

A reportagem entrou em contato com a plataforma ViigoShop na qual foi realizada a compra da ferramenta multiuso, por e-mail às 10h30 desta terça-feira (16), para que a empresa se posicionasse sobre o caso, mas não houve resposta até a última atualização desta reportagem

O site JobyBobby no qual foi feita a compra do caiaque não foi encontrado na internet pela reportagem, assim como o site Zero Preço, onde foi feita a compra da isca de pesca.

Golpes na Web
Segundo a delegada titular da Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos, Sabrina Leles, os golpes através de anúncios na internet têm sido frequentes principalmente por conta da pandemia, onde as pessoas buscam consumir de forma virtual.

"Nós buscamos muitos produtos em redes sociais. É importante verificar a conta comercial junto ao perfil. Se a conta for comercial, terá informações sobre a compra, como a data de entrada do perfil, se é recente ou não, onde é situada. É uma realidade que não tem volta. A internet está disponibilizada para os consumidores", ressaltou.


Fonte: G1
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »