15/06/2021 às 10h33min - Atualizada em 15/06/2021 às 10h33min

SÓ TRIPLICANDO O RITMO PARA VACINAR TODOS CONTRA COVID-19 ATÉ SETEMBRO EM GOIÁS

Para alcançar os 3,6 milhões de goianos restantes, Goiás precisará de 33,3 mil doses por dia. Até o momento, a média tem sido de 11,5 mil doses por dia.
O anúncio de que toda a população adulta goiana estará vacinada até setembro foi feito pelo governador Ronaldo Caiado (DEM). “Com as novas remessas a caminho, já em setembro vamos vacinar até a faixa etária dos 18 anos”, postou em uma rede social. Entretanto, ao contrário de outros Estados brasileiros, Goiás não divulgará um calendário de vacinação. “O que podemos fazer é dar uma estimativa de data final como o governador fez”, diz Flúvia Amorim, superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde de Goiás (SES-GO).
Outros Estados brasileiros, como São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul já divulgam há algum tempo calendários de vacinação com as datas previstas de imunização por faixa etária. Flúvia esclarece que todos os Estados recebem o mesmo cronograma do Ministério da Saúde e que o que eles fazem é uma estimativa. “Se alguma remessa tiver atraso na entrega, como já aconteceu outras vezes antes, o calendário muda. É como a imunização dos adultos do Estado até o fim de setembro. Isso pode ocorrer se tivermos um envio regular de doses”, diz.
A superintendente afirma que em Goiás faz mais sentido que os calendários vacinais sejam feitos pelos municípios. “Temos cidades em fases muito distintas de vacinação. São João da Paraúna, por exemplo, já está vacinando pessoas com 28 anos. Por isso, o ideal é que cada município considere a própria realidade e faça uma estimativa de vacinação da população.”
Mais doses
Até segunda-feira (14), Goiás tinha aplicado 1,7 milhão de primeiras doses. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2019, o Estado possui 5,3 milhões de moradores com mais de 18 anos. Para imunizar as 3,6 milhões de pessoas restantes, será preciso começar a receber um volume maior de doses que tem recebido até agora.
Flúvia diz que o Ministério da Saúde repassa um cronograma de longo prazo de envio de doses para o Estado, mas que pode sofrer alterações a qualquer momento. Ela aponta que, de acordo com o último cronograma recebido – que não foi divulgado pela SES-GO -, o volume de doses recebidas deve crescer substancialmente nas próximas semanas.
“A partir de julho, deve aumentar bastante”, enfatiza a superintendente. De acordo com ela, isso será possível por dois motivos: o aumento do volume de doses recebidas dos três imunizantes que já estão em uso no país no segundo semestre e o início do uso de outros imunizantes como, por exemplo, as vacinas da Janssen, Bharat Biotech e a Sputnik V.
Entretanto, ela destaca que é importante que os municípios apliquem o mais rápido possível as doses que possuem. A orientação da pasta é para que as prefeituras não deixem doses paradas. “Se não está tendo demanda em uma faixa etária, elas podem avançar”, diz. Atualmente, de acordo com o Painel da Covid-19 da SES-GO, ainda faltam ser aplicadas 400 mil dos 2,8 milhões de doses enviadas pela pasta para os municípios.
Corrida
A declaração de Caiado ocorre depois de uma pressão crescente, principalmente nas redes sociais, da população para que os governos estaduais avancem mais rapidamente na imunização por faixa etária da população geral.
O movimento ficou mais intenso na última semana, depois que a prefeitura de São Luís, no Maranhão, anunciou a vacinação de pessoas com menos de 30 anos. Na cidade, pessoas com 26 e 27 anos serão vacinadas nesta terça (15). Na quarta (16), o público com 24 e 25 anos será alcançado. Enquanto isso, em Goiânia, estão sendo vacinadas pessoas com idade a partir de 52 anos.
No domingo (13), o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), antecipou mais uma vez o calendário de vacinação do estado. Agora, a expectativa é de que todos os paulistas adultos sejam imunizados até o dia 15 de setembro. Antes, o calendário divulgado pelo governo de São Paulo apontava que a vacinação dos adultos do Estado deveria ocorrer até outubro.


Fonte: O Popular
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »