16/02/2019 às 11h30min - Atualizada em 16/02/2019 às 11h30min

Com Sampaoli, jogadores rejeitados dão volta por cima e se tornam fundamentais no Santos

Jean Mota e Derlis González são artilheiros do time, enquanto Copete ganha sobrevida na lateral

A chegada de Sampaoli ao Santos foi determinante para o momento de alguns atletas do clube. Três jogadores, especificamente, tiveram uma verdadeira reviravolta e se tornaram titulares no esquema do argentino: Jean Mota, Copete e Derlis González
As situações de Jean Mota e Copete eram parecidas no Santos. Criticados pela torcida, os atletas eram tratados como negociáveis pelo clube até o início do ano.
No entanto, Sampaoli chegou ao Peixe com uma filosofia diferente de jogo. Com esquemas ofensivos e "amor pelo balón", o treinador transformou Jean Mota em um verdadeiro artilheiro. O meia, que pouco chegava no ataque em anos anteriores, foi orientado pelo argentino a ficar sempre perto do gol adversário e aproveitar as possíveis chances.
 

 
O resultado da mudança de posicionamento de Jean Mota trouxe um resultado expressivo não só para o atleta, mas para o ataque do Santos. Em seis jogos pelo Campeonato Paulista, o camisa 41 marcou cinco gols e se isolou na artilharia da competição.
Outro jogador contestado pela torcida que ganhou um novo rumo no Santos por causa de Sampaoli foi o colombiano Jonathan Copete. Além de ser mais um negociável do elenco, o atacante ainda viu a chegada de outros estrangeiros no time – o limite de gringos para partidas do Paulistão é de cinco jogadores – e correu risco de deixar o clube.
Porém, a carência do Santos na lateral-esquerda fez com que Copete se reinventasse e ganhasse a confiança de Sampaoli para assumir a posição. Como o Peixe costuma dominar a posse de bola, o colombiano acaba fazendo papel de ala na maior parte de cada jogo. Em coletiva na última sexta-feira, no CT Rei Pelé, o camisa 36 elogiou Sampaoli e comentou sobre sua versatilidade.
 

 
Apesar disso, o Santos segue em busca de um lateral-esquerdo. Abner, ex-Coritiba, é um dos alvos do Peixe no mercado. O único jogador da posição no atual elenco é Orinho, mas até aqui o atleta não foi bem nas chances que teve.
Por fim, o caso de Derlis González é o mais curioso dos três. Quando Sampaoli realizou seus primeiros treinos no Santos, o paraguaio disse ao treinador que gostaria de ser negociado. À época, o clube afirmou que acataria o desejo do atleta, mas uma conversa entre o atacante e o argentino mudou o rumo da história.
Sampaoli convenceu Derlis González a ficar no Santos. O clube inscreveu o jogador na segunda rodada do Paulistão e, de lá para cá, o paraguaio se tornou o vice-artilheiro do Peixe na temporada, com três gols no estadual e um na Copa do Brasil.
 

 
Assim, conclui-se que, não fosse Sampaoli, ao menos sete dos 20 gols do Santos na temporada não existiriam. Além disso, o treinador ainda resgatou o bom futebol de atletas que poderiam nem estar mais no clube para esta temporada.
O Santos entra em campo na próxima segunda-feira, às 20h (de Brasília), para enfrentar o Guarani, no Pacaembu, em partida válida pela sétima rodada do Campeonato Paulista.
 
Fonte: Globo Esporte
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »