21/05/2021 às 10h02min - Atualizada em 21/05/2021 às 10h02min

Anta provoca mais um grave acidente de trânsito em Chapadão do Sul

Na noite desta quarta-feira, 19 de maio, um VW Gol ficou destruído após bater em uma Anta, na BR 060, na divisa de Mato Grosso do Sul com Goiás.

Estavam no veículo quatro pessoas que se deslocavam para a cidade goiana de Chapadão do Céu. Apesar da gravidade do acidente, denunciada pelos danos do veículo, ninguém se feriu gravemente.

A reportagem do Jovemsulnews procurou o Corpo de Bombeiros, de Chapadão do Sul, na manhã desta quinta-feira (20) e foi informada que não houve chamado para atendimento ao ocorrido na divisa com Chapadão do Céu. Segundo os militares bombeiros, ocorreu um acidente similar, na mesma rodovia, mas no sentido Paraíso das Águas, igualmente sem vítimas, o que aponta o perigo que esse tipo de animal silvestre representa na região.

Apesar da gravidade do acidente, o veículo não saiu da pista e ninguém se feriu gravemente

A Anta é um animal de grande porte, podendo medir de 1,70 a 2,0 metros de comprimento, chegando a 1,2 metros de altura e pesando até 300 Kg, sendo o segundo maior mamífero terrestre da América do Sul e com hábitos noturnos.

Dificilmente as cercas de fazendas impedem o seu deslocamento e é muito comum avistá-las próximas de rios e áreas úmidas. A maioria dos acidentes ocorridos nas rodovias apontam para esses detalhes, o que exige dos motoristas muita atenção ao dirigir à noite.

Além de ser um animal de grande porte, a Anta é lenta, se compararmos com a velocidade de um automóvel, principalmente com a luz dos veículos, que a deixa confusa e indecisa na reação, tornando-se facilmente vítima de atropelamento, que muitas vezes resulta em acidentes graves.




 

A anta brasileira (Tapirus terrestres), chamada simplesmente por Anta, ou Tapir e em inglês brazilian tapir é o maior mamífero terrestre brasileiro. Pertence ao gênero Tapirus, da família Tapiridae e à ordem dos mamíferos terrestres ungulados, chamado Peryssodactyla, da qual fazem parte os animais com número de dedos ímpares, como os cavalos e rinocerontes. Se distribui geograficamente do Leste da Colômbia até o Norte da Argentina e Paraguai. (Info Escola).

Fonte: Jovemsulnews (Norbertino Angeli)

 
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »