19/03/2021 às 11h01min - Atualizada em 19/03/2021 às 11h01min

Cristo Redentor de Paraúna recebe iluminação vermelha para alertar sobre a pandemia de coronavírus

Segundo a prefeitura, intenção foi chamar a atenção da população para o aumento no número de mortes por Covid-19. Morador aprova iniciativa: 'Contribui para educar aqueles que ainda não se conscientizaram'.

O Cristo Redentor de Paraúna, principal ponto turístico da cidade que fica na região sudoeste de Goiás, recebeu uma iluminação inédita para alertar os moradores sobre a pandemia de coronavírus, que já matou mais de 10 mil pessoas em todo o estado. Localizado no ponto mais alto do município, ele foi completamente iluminado de vermelho.
Segundo o prefeito Paulinho do Luzitana (Republicanos), a iluminação foi colocada há cerca de uma semana como forma de conscientizar a população sobre o aumento no número de mortes por Covid-19 em todo o país.
“O Cristo é bastante representativo para os moradores daqui. Então, a nossa ideia foi justamente chamar a atenção das pessoas, para que elas reflitam sobre a situação que estamos vivendo e sobre a importância de seguir as recomendações para se evitar essa doença”, afirmou o prefeito.
O cabeleireiro Thiago Valadão, que perdeu o pai e avó para a Covid-19, aprova a iniciativa. “Ainda vejo muita gente que não leva a situação que estamos vivendo a sério. Eu acho que toda representação, seja a cor vermelha no Cristo, ou qualquer outro gesto, pode contribuir para educar aqueles que ainda não se conscientizaram”, disse.
A estátua do Cristo Redentor foi construída em 1975, em Paraúna. Com mais de 10 metros de altura, o monumento é um dos principais pontos turísticos da cidade, e fica ao lado da Capela de Nossa Senhora da Guia.




Casos de coronavírus
De acordo com a Prefeitura de Paraúna, até quinta-feira (18), o município registrava 997 casos de coronavírus e 22 óbitos. Em todo o estado, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), há mais de 440 mil pessoas contaminadas, sendo 10.045 mortes provocadas pela Covid-19.


Fonte: G1 Goiás
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »