15/02/2019 às 14h25min - Atualizada em 15/02/2019 às 14h25min

Governador de Goiás faz coração com as mãos e manda beijo para professores que protestavam por salários atrasados

Ronaldo Caiado (DEM) reagiu às reclamações dos docentes que manifestavam nas galerias da Assembleia durante sessão solene que iniciou nova legislatura. Político diz que quitará folha de dezembro quando 'tiver condições'.

Um grupo de professores realizou um protesto na manhã desta sexta-feira (15), durante sessão solene de reabertura dos trabalhos da nova legislatura da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), em Goiânia. Eles cobravam o pagamento do salário de dezembro, que ainda não foi quitado. Diante dos gritos e reclamações, o governador Ronaldo Caiado (DEM), do plenário, fez um coração com as mãos e mandou um beijo na direção dos docentes (veja vídeo).
Caiado discursou durante cerca de 30 minutos, mas era interrompido frequentemente. Com cartazes, os professores gritavam “paga dezembro”.
Os manifestantes são ligados a Associação Mobilização dos Professores de Goiás (AMPG). Um grupo ficou nas galerias do plenário enquanto outro protestou na porta da Alego. A assessoria de imprensa do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego) informou ao G1 que não participou do ato.
Um dos coordenadores do AMPG, Thiago Oliveira Martins, disse que ainda não foi repassado à categoria nenhuma previsão de quando os salários serão quitados.
"Viemos cobrar o pagamento do salário de dezembro. O que pesa é a incerteza. Eles não dão um cronograma do pagamento", disse ao G1.
Após discursar, o governador falou sobre as cobranças. Disse que não se pode confundir professores e militantes e que vai pagar o salário quando "tiver condições".
 
Fonte: G1 Globo
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »