08/01/2021 às 12h18min - Atualizada em 08/01/2021 às 12h18min

Criança cai em cisterna ao procurar pipa, em Luziânia

Segundo bombeiro, garoto não viu reservatório, que estava sem tampa e com mato alto ao redor. Apesar do poço ter aproximadamente seis metros de profundidade, menino não teve ferimentos graves.

Um menino de 8 anos caiu dentro de uma cisterna ao entrar em um lote baldio para pegar uma pipa, em Luziânia, cidade goiana no entorno do Distrito Federal. Apesar do poço ter aproximadamente seis metros de profundidade, a criança não teve ferimentos graves.

O acidente aconteceu na noite de quinta-feira (7). Segundo o Corpo de Bombeiros, a mãe do menino foi quem entrou em contato com a corporação informando que havia encontrado o filho dentro do buraco.

“Ela relatou que o filho saiu de casa para brincar de pipa na rua próximo de casa. Como ele estava demorando demais para voltar, ela saiu à procura dele. Ao entrar em um terreno baldio ela ouviu os gritos de socorro”, disse o cabo Matheus Zaki.

Assim que a equipe chegou no local, com equipamentos de rapel, o militar desceu até onde o menino estava. Segundo Zaki, já dentro da cisterna, foi realizada uma avaliação primária do estado de saúde do garoto para, em seguida, retirar ele do local.

“A criança estava bastante molhada, mas ela conseguiu ficar em cima de uma manilha, onde não tinha água. Depois de constatar que ela estava bem, fiz o içamento”, disse.

Após ser resgatado e receber os primeiros atendimentos no local, o menino foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento de Luziânia (UPA). O garoto passou por exames. Segundo a unidade, ele não teve ferimentos graves. Após ser avaliado, o menino foi liberado.
 

Irregularidade

Segundo o Corpo de Bombeiros, o local está mal sinalizado e não há segurança, facilitando a entrada de crianças. Além do mato estar alto, o que dificulta a visualização, possibilitando que outros acidentes como esse aconteçam.

Como a cisterna está em um lote baldio e ninguém mora no local, o G1 questionou a Prefeitura de Luziânia sobre o local não estar devidamente tampado ou sinalizado. Em nota enviada nesta sexta-feira (8), o município disse que lamenta o ocorrido e informou que irá criar uma campanha de conscientização para que donos de lotes baldios, em todo município, incluindo zona rural, tampem as cisternas e que as mesmas sejam sinalizadas para impedirem este tipo de incidente aconteça.


Fonte: G1Goiás


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »