09/10/2020 às 11h14min - Atualizada em 09/10/2020 às 11h14min

Homem matou namorada porque ela não quis passar mais tempo com ele durante encontro, diz delegado

Segundo a polícia, vítima disse ao suspeito que precisava ir embora para ficar com o filho. Homem foi preso.

O homem preso suspeito de balear a namorada e deixar o corpo próximo a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Iporá, região oeste de Goiás, teria atirado contra Elizana Oliveira Gonçalves, de 27 anos, porque ela não quis passar mais tempo com ele durante um encontro. O delegado Antônio Machado disse que Nivaldo Costa Cunha, de 29, confessou o crime em detalhes.

“O casal teve um encontro íntimo na casa do autor. Depois eles saíram de carro e se desentenderam no trajeto. O motivo, segundo consta, é que no encontro dos dois, ela queria sair rápido porque teria deixado a criança em casa. Aí eles desentenderam dentro do carro e chegando perto da upa, ele parou o carro desferiu vários disparos nela e jogou ela no chão e fugiu”, disse o delegado.

O G1 não conseguiu localizar a defesa de Nivaldo até a última atualização dessa reportagem.

Elizana foi baleada na noite da última sexta-feira (2). Ela chegou a ficar internada por cinco dias, mas acabou morrendo. Segundo a família da vítima, os dois estavam juntos há apenas quatro dias.

“O autor declarou que chegou a avistar um guarda da UPA, ele virou à direita e fugiu de carro levando a arma do crime”, disse o delegado. Durante as buscas, a polícia encontrou o suspeito na GO-060 tentando fugir e o prenderam. Com ele, foi encontrada uma arma que teria sido usada no crime. O suspeito vai responder por feminicídio.

Fonte: G1Goiás


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »