06/10/2020 às 11h31min - Atualizada em 06/10/2020 às 11h31min

Após 45 dias do parto, vaca que deu à luz trigêmeas reencontra bezerra que quebrou pata ao nascer em fazenda de Catalão

Vídeo registra quando a vaca amamenta, pela primeira vez, as três bezerras juntas. Veterinário diz que gestação de trigêmeos por fecundação normal é raro, com a chance de 1 caso em 100 mil.

Uma vaca da raça brangus, que deu à luz trigêmeas, reencontrou uma das bezerras só 45 dias depois do parto, já que ela teve de ficar isolada por quebrar a pata ao nascer, em uma fazenda de Catalão, sudeste de Goiás. Dona da propriedade, Noelma Cardoso gravou um vídeo que mostra o reencontro e diz que ficou surpresa com a forma como a vaca acolheu a bezerra (veja vídeo acima).

 

"Depois que cicatrizou a pata, colocamos todas juntas. É uma vaca dócil, mansa, que dá leite para as três tranquila”, disse.

 

A vaca começou a parir no dia 26 de julho. Segundo Noelma, inicialmente, eles acharam apenas uma bezerra e não desconfiaram que poderia ter outras. Porém, no dia seguinte, o marido dela, José Renato da Silveira, encontrou mais uma bezerra, que estava com a pata quebrada, junto à vaca. No terceiro dia, se deparou com a terceira.

O casal acredita que as bezerras nasceram em dias diferentes. Segundo eles, duas delas são idênticas.

Noelma conta que a surpresa ao descobrir as trigêmeas foi tamanha que decidiram nomear a vaca, até em tão sem nome, de “Fortuna”. Ela conta que, no ano passado, o animal pariu gêmeas, que morreram logo após o parto.
 

“Para nós foi um susto, porque estávamos esperando um. Aqui na região nunca vimos isso. Todos ficaram assustados”, conta Noelma.

Noelma lembra que, a princípio, eles tentaram tratar o ferimento da pata por conta própria, mas perceberam que seria preciso levar a bezerra a um veterinário.

“Trouxemos ela para o curral, aplicamos remédio, mas vimos que ela tinha quebrado a perna feio. Meu esposo levou ela na cidade, e o veterinário engessou. Só que com três dias o gesso saiu. Aí o meu esposo passou a trocar todo dia o curativo e a bater antibiótico. Ela se recuperou super bem”, disse.
 

Caso raro

 

Segundo o veterinário Murilo Freitas, que atua há 12 anos com pecuária, o caso da vaca Fortuna é um caso muito raro, com a chance de 1 caso em 100 mil, por se tratar de um caso de trigêmeos naturais.

“O parto de gêmeos é um pouco mais comum, principalmente em vacas que fazem inseminação artificial ou transferência de embrião, porque a gente dá uma superdosagem de hormônios sintéticos, semelhantes aos produzidos pelo animal, só que a gente dá uma superdosagem para provocar o processo da reprodução. Então, trigêmeos, principalmente se não se faz o processo de inseminação, é mais raro ainda, é um fenômeno natural muito raro”, disse.

Sobre as bezerras terem nascido em dias diferente, o veterinário explica que isso é possível. “Essa parte da semelhança das bezerras e da diferença de data do parto é porque elas provavelmente foram geradas em placentas diferentes. Rompeu primeiro uma e, depois, a outra. As duas que são idênticas foram geradas na mesma placenta”, explicou.

Fonte: G1Goiás


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »