21/09/2020 às 11h09min - Atualizada em 21/09/2020 às 11h09min

Jovem é preso suspeito de incendiar a própria casa e de atropelar idoso após discussão com a família, em Goiânia

Segundo a polícia, ele deve responder por embriaguez ao volante, lesão corporal e crime de incêndio. Policiais conseguiram retirar idosos da residência, que teve 70% da estrutura atingida.

Um jovem de 23 anos foi preso pela Polícia Militar (PM) suspeito de atear fogo na casa em que mora com o pai e os avós, no Jardim América, em Goiânia. De acordo com a corporação, o rapaz estava bêbado e decidiu incendiar a residência como forma de vingança após uma discussão que teve com a família. Depois disso, conforme a polícia, ele fugiu em um carro e atropelou um idoso que estava de bicicleta a duas quadras da casa incendiada.

“Olhei de lado e o carro já vinha. Ele me pegou e jogou em cima de outro carro. Caí e ralei a perna”, relata o ciclista Antônio Francisco.

Como o nome do suspeito não foi divulgado, a reportagem não conseguiu localizar a defesa dele.

Após a prisão, na manhã do último sábado (19), o jovem, que não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH), passou pelo teste do bafômetro. O exame acusou 0,82 miligramas de álcool por litro de ar expelido.

“Nós conseguimos prender ele no local do atropelamento e deslocamos até a casa onde estava pegando fogo. Quando nós chegamos ao local, com ajuda dos populares, nós conseguimos tirar os idosos de dentro da casa. Eram os avós do autor”, afirma o sargento da PM Jorge Alberto.
 

De acordo com a Polícia Civil, no momento do ocorrido, apenas os avós do suspeito, de 86 e 82 anos, estavam na casa. Os policiais informaram que os idosos estavam em estado de choque e ficaram aos cuidados de outros familiares que foram até o local após o incêndio.

O rapaz foi encaminhado para a Central de Flagrantes da Polícia Civil. Ele deve responder por embriaguez ao volante, lesão corporal e crime de incêndio. Segundo a Polícia Civil, devido às penas dos crimes, não pôde ser estipulada fiança.

O rapaz deve passar por uma audiência de custódia, quando será definido se ele continuará preso. O caso será investigado pela Delegacia de Crimes de Trânsito (Dict), que vai apurar o motivo da discussão e as circunstâncias do acidente.

 

Fogo atingiu 70% da casa

 

Segundo o Corpo de Bombeiros, cerca de 5 mil litros de água foram necessários para controlar as chamas. O incêndio comprometeu 70% da casa, que tem dois andares. Além disso, 24 militares e nove viaturas foram empenhadas para a ocorrência.

 

“Grande parte da edificação queimou. Nós tivemos a parte superior toda queimada”, pontua o capitão do Corpo de Bombeiros Bonival Brito.

Fonte: G1Goiás

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »