22/07/2020 às 11h17min - Atualizada em 22/07/2020 às 11h17min

Carro invade contramão, atropela motociclista e foge sem prestar socorro, em Goiânia

Câmeras de monitoramento mostram quando entregadora é atingida de frente pelo carro e arremessada. Jovem foi socorrida e tem estado regular.

A entregadora Elzivânia Gomes de Oliveira, de 28 anos, foi atingida por um carro que invadiu a contramão da rua em que ela trafegava e precisou ser levada ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). O motorista que causou o acidente não parou para prestar socorro e fugiu do local (assista acima).

A Polícia Civil informou que o caso foi registrado e que “aguarda a vítima ter alta do hospital para representar criminalmente contra o autor, a fim de que o inquérito policial seja instaurado”.

O acidente aconteceu na segunda-feira (20), no cruzamento das ruas 12 e 15, no Setor Oeste. Câmeras de vários ângulos diferentes mostram que a motociclista freou logo antes de ser atingida pelo carro, no sinal de “Pare” da própria pista, mas o veículo a acertou em cheio.

A jovem foi arremessada na rua e ficou no chão. O motorista diminuiu um pouco a velocidade, mas, depois, seguiu dirigindo normalmente.

Elzivânia foi socorrida e levada ao Hugo. O hospital informou, nesta quarta-feira (22), que ela precisou passar por uma cirurgia, já que quebrou o fêmur no acidente. Segundo a unidade de saúde, a operação correu bem e ela se recupera na enfermaria, em estado considerado regular.

Respeito às leis de trânsito

 

Namorado da motociclista, o também entregador Cleiston Charles Sousa acredita que o motorista do carro que atingiu Elzivânia não respeitou a velocidade máxima da via.

“Pelas câmeras que a gente tem até o momento, o carro estava em alta velocidade. No caso, essa via é de 40 km/h. Visivelmente, ele estava acima dessa velocidade. Ele não parou no sinal de 'Pare’ que tem de fora a fora na via. Ele ultrapassou e ainda invadiu parte dessa via, onde estava a Elzivânia”, disse.

O irmão dela, que também trabalha como entregador, pediu mais respeito e cuidado por parte dos motoristas de carros em geral, para que o trânsito seja um ambiente menos arriscado para os motociclistas.

“Nós respeitamos os motoristas de carro assim como a gente gostaria que eles nos respeitassem. Usassem a seta […]. Seguindo a sinalização, seria ótimo para todos nós”, pediu Elcivan Gomes de Oliveira.
 

Moradora da região, a assessora parlamentar Priscila Gonçalves disse que acredita ser necessária nova avaliação dos especialistas para que a forma como o trânsito opera na região seja melhorada, que ofereçam uma solução mais segura.

“Acontecem muitos acidentes nesse cruzamento da Rua 15 com a Rua 12 no Setor Oeste, justamente pela falta de respeito à sinalização, seja ela horizontal ou vertical”, afirmou.

A Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (SMT) de Goiânia informou, por meio de nota, que “o local está devidamente sinalizado e que é preciso que motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres estejam atentos à sinalização”.

A pasta também se comprometeu a “enviar uma equipe para analisar a necessidade” de reforçar a sinalização no local.

Também de acordo com a SMT, "para solicitar a implantação ou revitalização da sinalização, em qualquer bairro da capital, basta enviar um ofício, com endereço completo e justificativa, para o e-mail: smt.gabinete@gmail.com".

Fonte: G1Goiás


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »