19/06/2020 às 10h56min - Atualizada em 19/06/2020 às 10h56min

Menina com problema auditivo se emociona ao ver que a família usava máscara que permite a leitura labial

Máscara inclusiva tem uma transparência na boca, que possibilita ver o que a pessoa está falando e facilita o entendimento.

Uma adolescente com deficiência auditiva se emocionou ao ver que os pais e o irmão estavam usando máscaras inclusivas, com transparência na boca, para que ela pudesse fazer a leitura labial com mais facilidade (veja o vídeo acima). Desde o início da pandemia, que motivou o uso de máscaras, Rebeca Carolina Santos Vieira, 17 anos, estava tendo problemas para entender o que as outras pessoas diziam devido à boca estar coberta.

A surpresa foi organizada pela mãe da garota, a professora Rosa dos Santos Silva Vieira. A família mora em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. A menina foi surpreendida quando estava na cama e não segurou as lágrimas.

 

“Eu nem imaginava que ela iria ficar tão emocionada”, disse Rosa.

 

Rebeca consegue conversar e usa aparelho para o problema auditivo. Mas revela que ver o que a pessoa está falando facilita ainda mais seu entendimento.

 

“O aparelho ajuda, mas a leitura labial é mais prática para mim. Eu entendo mais”, afirma.

 

As máscaras com transparências foram produzidas em Goiânia pela fonoaudióloga Laryssa Alves Teixeira. Ela viu um modelo na internet e pediu que os pais pudessem replicar.

"Eu espero que mais pessoas, os comerciantes, outros terapeutas e outros profissionais também adquiriam essa máscara", conta.

 

A dona de casa Luciana do Nascimento Silva também adquiriu a máscara inclusiva para ajudar na comunicação com o filho João Marcelo, de 5 anos, que é autista.

"“Eles são muito visuais. Para ele adquirir a fala correta, ele precisa ter o modelo correto. Ele precisa ver a articulação da boca. Ele precisa ver a modelagem do fonema para poder estar adquirindo isso de uma forma correta", destaca.



Fonte: G1Goiás

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »