18/05/2020 às 10h35min - Atualizada em 18/05/2020 às 10h35min

Campanha marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

A Prefeitura Municipal de Chapadão do Sulpor meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, inicia a campanha que marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, comemorado no dia 18 de maio.

Intitulada “Faça Bonito”, a Campanha envolve o trabalho do CRAS, CREAS e Conselho Tutelar.

Em virtude da pandemia do coronavírus (COVID-19), e em cumprimento aos protocolos de segurança do Ministério da Saúde, a campanha não terá caráter presencial e será desenvolvida somente pelas mídias sociais, no entanto, o Poder Judiciário de Chapadão do Sul, no intuito de colaborar com a ação, doou cartilhas infantis que serão distribuídas à comunidade.

O dia 18 de Maio - “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”, instituído pela Lei Federal 9.970/00, é uma conquista que demarca a luta pelos Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes no território brasileiro e que já alcançou muitos municípios no país. 

Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados. Foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje está impune. 

 No Brasil, a prevenção e o enfrentamento a esse grave problema demandam a articulação de ações intersetoriais com o objetivo de proteger as vítimas e responsabilizar os agressores, bem como conscientizar a população sobre formas de identificar e denunciar os casos suspeitos.

 

A violência sexual pode ocorrer de diversas formas, entre elas: o abuso sexual e a exploração sexual. O abuso acontece quando a criança ou adolescente é usado para satisfação sexual de uma pessoa mais velha. Já a exploração sexual envolve uma relação de mercantilização, onde o sexo é fruto de uma troca, seja financeira, de favores ou presentes.

Fonte: Prefeitura de Chapadão do Sul


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »