12/05/2020 às 14h39min - Atualizada em 12/05/2020 às 14h39min

Empresário de Costa Rica - MS mata a ex-sogra, fere gravemente a ex-mulher e comete suicídio

O empresário Weber Barcelos da Silveira, de 36 anos, matou a ex-sogra Elza Lima Soares, de 46 anos, e feriu gravemente a ex-mulher, Roseli Costa Soares, de 28 anos, na noite desta segunda-feira (11), em Costa Rica, e em seguida suicidou-se. O homem cometeu o crime na frente de dois filhos, na casa das vítimas, localizada na Rua 25 de Dezembro, no bairro São Francisco, nas imediações do quartel da Polícia Militar. 
Conforme apurado, policial que estava na unidade disse que ouviu som de vários disparos nas proximidades e logo em seguida se deparou com um menino de 11 anos que chegou correndo ao quartel, alegando que o pai estava matando a mãe dele. Uma equipe da PM e outra da Polícia Civil foram ao local, onde encontraram Elza e a filha Roseli baleadas, gravemente feridas, caídas na porta da sala.

Adiante, entre a sala e um corredor que dava acesso à cozinha, estava Weber, mais conhecido como ‘Boy da Retifica’, com sangramento na cabeça e com a arma entre as pernas, apontando que teria cometido suicídio. O Corpo de Bombeiros esteve no local, constatou os óbitos e socorreu Roseli, que foi encaminhada ao pronto-socorro da Fundação Hospitalar e transferida às pressas para Campo Grande. 
Uma testemunha que estava na frente da residencia, marido de Elza, disse que Weber chegou ao local de carro, um Fiat Palio, perguntou por Roseli e foi informado que ela estava dentro de casa. Logo em seguida essa testemunha  viu o autor entrando, ouviu os tiros e viu o menino correndo para fora de casa sentido ao quartel. Este homem então disse que deu a volta por trás de casa com um cabo de vassoura, ocasião em que viu Weber atirando contra a própria cabeça.
Além dos dois filhos do autor, havia uma terceira criança na casa, que também presenciou os fatos - todos os menores foram amparados pelo Conselho Tutelar. No local, o delegado Alexandro Mendes de Araújo, juntamente com uma equipe da perícia, recolheu a arma do crime, uma pistola Taurus com dois carregadores. Elza foi atingida por tiro no peito e não resistiu. A filha dela tinha dois ferimentos por arma. O autor teria agido por ciúmes, por não aceitar o fim do relacionamento ocorrido recentemente.
 
FONTE: MS TODO DIA
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »