12/02/2019 às 15h16min - Atualizada em 12/02/2019 às 15h16min

Fortnite, PUBG e Free Fire: cinco curiosidades sobre jogos Battle Royales

Do H1Z1 ao Apex Legends: conheça um pouco mais do modo que virou tendência nos games

Os Battle Royales são a nova tendência dos videogames e dos esports. O modo virou fenômeno com títulos como FortnitePlayerunknown's Battlegrounds (PUBG) e o recém-lançado Apex Legends, que conquistaram milhões de usuários e bateram recordes de audiência na Twitch TV. Os Battle Royales também são sucesso nos celulares com Fortnite, PUBG Mobile Free Fire Battlegrounds. Confira, a seguir, cinco curiosidades sobre o modo BR que faz tanto sucesso no mundo dos games e dos esports.
 
1)A Origem dos Battle Royales
 
 

 
Brendan Greene é considerado o pai dos Battle Royales. O desenvolvedor irlandês ficou famoso após criar DayZ, um mod de Arma 2. O modo inaugurou o gênero em que várias pessoas se enfrentam em uma arena até que sobre apenas um player sobrevivendo. A proposta agradou o público e posteriormente DayZ ganhou seu próprio jogo.
Embora não exista um consenso do primeiro game completo de Battle Royale, muitos atribuem o feito ao H1Z1: King of The Kill (2016), da Daybreak Game Company. Antes, em 2012, aconteceu o primeiro torneio de um jogo BR: o Hunger GameZ foi disputado entre streamers de DayZ na Twitch e atraiu mais de 27 mil espectadores.
Em 2017, Greene ganhou mais destaque ao desenvolver PUBG. O game foi um verdadeiro fenômeno e colocou os Battle Royales de vez nas indústrias dos videogames e dos esports.
 
2) Fortnite: o carro-chefe dos Battle Royales nos esports
 

 
Após o lançamento de PUBG, a Epic Games lançou Fortnite. O jogo teve um começo difícil, mas logo virou sucesso e até o fim de 2018 já era o quinto game competitivo que mais premiou na história. Foram mais de US$ 20,3 milhões (R$ 74,2 milhões em conversão direta) distribuídos em torneios, entre eles o Summer e Fall Skirmish e o Winter Royale.
Vale ainda destacar o Fortnite Friday. A série semanal de torneios organizada pelo youtuber Daniel "Keemstar" Keem reuniu alguns dos jogadores mais famosos do competitivo, incluindo Tyler "Ninja" Blevins, Turner "Tfue" Tenney e Ali "Myth" Kabbani. Em 2019, Fortnite terá um torneio realizado no IEM Katowice.
 
3) Inspiração para franquias consagradas
 

 
O Battle Royale ficou tão popular que outras franquias passaram a adotar o gênero. Assim, surgiram uma série de jogos com o modo, ou exclusivamente de Battle Royale. Entre eles estão Realm RoyaleRules of SurvivalThe Project Darwin, Ring of Elysium, Dying Light: Bad Blood, Islands of Nyne e Rapture Rejects.
Neste fenômeno destacam-se ainda três casos: Call of Duty: Black Ops 4 com o modo BlackoutCounter-Strike: Global Offensive (CS:GO)com o Battle Royale Danger Zone e Battlefield 5, com o modo Firestorm.
 
4) Domínio chinês em PUBG
 

 
Com base nos valores faturados, a China é o país dominante em PUBG. Vencedor do Global Invitational 2018 nas modalidades de primeira e terceira pessoa, o país faturou US$ 2,3 milhões (R$ 8,4 milhões em conversão direta) em torneios de PUBG. Os quatro jogadores que mais lucraram também são chineses: Yao "lionkk" Hao, Wang "silentBT_" Yan, Zhang "xiaohaixxxx" Jinhai e Liao "xiaorong" Liangguang. Os dois times que mais ganharam também são da China: OMG e Gen.G.
 
5) Battle Royales na televisão
 
 

 
H1Z1 foi o jogo que protagonizou um dos momentos mais interessantes dos Battle Royales nos esports. Em 2017, foi disputado o Fight for the Crown, torneio que reuniu 25 jogadores em cinco times na disputa pelo título e prêmio de US$ 300 mil (cerca de R$ 1 milhão em conversão direta). O momento também marcou por ser sido transmitido no canal norte-americano CW.
 

Fonte: Techtudo
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »