03/03/2020 às 15h01min - Atualizada em 03/03/2020 às 15h01min

Enquanto aguarda consórcio, MS-306 continua recebendo serviços de tapa-buraco

Considerada um dos principais corredores do agronegócio, a rodovia MS-306 foi concedida em dezembro de 2019 à iniciativa privada, o que irá garantir melhores condições de trafegabilidade à via. Com trânsito pesado de caminhões, ela recebe rotineiramente os serviços de tapa-buraco e roçada; manutenção realizada pela Agência de Gestão de Empreendimentos de Mato Grosso do Sul (Agesul). Até que o consórcio Way-306, vencedor da concessão, inicie de fato a administração da rodovia [o que está previsto para março], a Agesul continuará realizando a manutenção do trecho.
Na divisa de Mato Grosso e Goiás, a MS-306 liga os municípios de Costa Rica, Chapadão do Sul e Cassilândia. A rodovia, primeira concessão rodoviária estadual, tem 219,5 quilômetros e será administrada pelo grupo Way-306 por um período de 30 anos.  A empresa vencedora terá que restaurar, fazer a terceira pista e o recapeamento garantindo mais tranquilidade para tráfego.
A conservação das estradas é feita rotineiramente em todas as rodovias do Estado, de acordo com a equipe técnica da Agesul. “O trabalho de manutenção é realizado constantemente em todas as vias que recebem esse serviço da Agesul. As equipes monitoram constantemente as estradas para garantir a trafegabilidade e a segurança dos motoristas”, afirmou o diretor-presidente da Agência de Gestão de Empreendimentos de Mato Grosso do Sul (Agesul), Luis Roberto Martins de Araújo.
O contrato de concessão da MS-306 estima investimento de R$ 1,7 bilhão. Segundo estudos, com a mudança da gestão devem ocorrer redução do número de acidentes; geração de mais de dois mil empregos diretos e indiretos; diminuição do tempo de deslocamento; e economia de R$ 4 milhões/ano em manutenção da rodovia.
 


Fonte: Prefeitura de Chapadão do Sul
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »