19/02/2020 às 13h48min - Atualizada em 19/02/2020 às 13h48min

Polícia acha sangue e fios de cabelo e analisa para saber se são de gerente de hipermercado que desapareceu em Goiás

Material foi localizado junto com um pedaço de madeira na zona rural de Bela Vista de Goiás e será comparado com amostras de parentes. Namorado da mulher está preso.

Durante a investigação do desaparecimento da gerente de hipermercado Fernanda Souza Silva, 33 anos, a Polícia Civil encontrou um pedaço de pau, manchas de sangue e fios de cabelo na zona rural de Bela Vista de Goiás, Região Metropolitana de Goiânia, onde ela mora. O material será confrontado com amostras de saliva coletadas da mãe e da irmã dela para saber se pertencem ou não a Fernanda. O namorado dela está preso suspeito de elo com o sumiço.
O material foi encontrado na terça-feira (18), mesma data em que foram colhidas as secreções das parentes de Fernanda, no Instituto de Criminalística de Goiânia. As amostras serão analisadas pela Polícia Técnico-Científica.
Segundo a família, Fernanda desapareceu há uma semana. No último dia 12, ela saiu do trabalho em Goiânia e voltou para Bela Vista de Goiás. Câmeras de segurança registram o carro passando por uma rua. Depois, saiu novamente e não foi mais vista.
A família chegou a receber uma mensagem do celular de Fernanda na quinta-feira (13) dizendo que, caso ela não atendesse às ligações, é porque o aparelho estava com problema. No entanto, os parentes acreditam que não foi ela quem enviou a mensagem. Desde então, a mulher não usa mais as redes sociais.

Prisão do namorado

O namorado de Fernanda, Alan Pereira dos Reis, de 25 anos, foi preso na terça-feira (18) suspeito de elo com o desaparecimento. O rapaz foi encontrado em Marianópolis do Tocantins, na região oeste do estado, quando apresentou uma CNH falsa.
Mesmo assim, ele foi identificado por causa de uma tatuagem. Alan ainda não foi interrogado. Policiais de Goiás foram buscá-lo no Tocantins.
A mãe de Fernanda, Fátima de Souza espera que a prisão do jovem possa trazer respostas sobre o paradeiro da filha.
"O que eu quero dele é só onde está a minha filha e o que ele fez com minha filha", afirma. A irmã da gerente, Vilma de Souza, afirma que tem esperanças de encontrar Fernanda viva e bem.
"Pelo menos agora a gente vai saber onde ela está porque nós não aguentamos mais. Até o último momento eu creio em Deus, quero muito encontrar ela viva", disse.


Fonte: G1Goiás
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »