18/02/2020 às 13h56min - Atualizada em 18/02/2020 às 13h56min

Parceria entre Estado e União garante mais recursos para a saúde de MS

O apoio do Ministério da Saúde tem sido fundamental na reestruturação regional de saúde no Estado, afirmou o governador Reinaldo Azambuja durante abertura do Encontro Estadual de Vigilância em Saúde nesta segunda-feira (17.02).
“Maior recurso disponibilizado pelo Ministério da Saúde em toda história de Mato Grosso do Sul. Por exemplo, vamos finalizar até o meio do ano o Hospital de Três Lagoas, até o final do ano o Hospital do Câncer aqui em Campo Grande, todos os andares prontos e todos os equipamentos disponibilizados. Isso só foi possível com o apoio do Mistério da Saúde”, destacou enfatizando o nome do ministro, Luiz Henrique Mandetta.
O governador ressaltou que através dessa parceria todos os municípios serão beneficiados com equipamentos e investimentos para finalizar as obras nos polos regionais, além da estruturação da atenção especializada. E destacou ainda, o papel de cada profissional na saúde no combate as endemias. “Os avanços que a medicina tem dado, aumentam a expectativa de vida dos brasileiros. Isso é um trabalho importante, mas o dia a dia da atenção primária é fundamental, sem esse trabalho nós não teremos no Brasil uma saúde melhor”.
Em seu pronunciamento o ministro da saúde, reforçou o compromisso de continuar avançando nas questões de saúde para o Estado. “Esse ano nos completamos mais de R$ 400 milhões de investimentos em Mato Grosso do Sul. No governo Reinaldo, pela primeira vez nós vamos sair daquela ótica de amulancioterapia. Com os polos fortalecidos, vamos ver se a gente deixa como legado para os outros poderem tocar”, declarou Mandetta.
Durante o encontro foram assinados, o Acordo de Cooperação para implantação do Projeto Wolbachia, que estabelece a instalação da biofábrica na sede do LACEN (Laboratório Central) estadual, e o Termo de adesão do município de Campo Grande ao Projeto Estadual e-Visita Endemias, que vai distribuir 600 aparelhos celulares para o monitoramento dos criadouros de mosquitos na Capital.
Ao lado do ministro Mandetta o governador Reinaldo também fez a entrega 80 equipamentos médicos e hospitalares e 94 caixas cirúrgicas, que vão beneficiar a população de 57 municípios do Estado. Os equipamentos foram adquiridos com recursos estaduais e federais.
A abertura do evento contou com a participação do Secretário Nacional de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, o deputado estadual Paulo Corrêa, o presidente da comissão de saúde da assembleia Legislativa, deputado estadual Antônio Vaz, o coordenador do método Wolbachia e pesquisador da Fiocruz, Luciano Moreira, Presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde de Mato Grosso do Sul (Cosems), Rogério Leite, além de secretários de estado, prefeitos, vereadores e outras autoridades.
O evento
Por dois dias o Encontro Estadual de Vigilância em Saúde: Integração, Vigilância e Atenção Primária, reúne cerca de 2,2 mil agentes de endemias, profissionais da saúde que atuam nas salas de vacina, coordenadores de atenção primária e vigilância em saúde, técnicos de zoonoses e outros servidores dos 79 municípios, para debater ações de prevenção e manejo das arboviroses e demais doenças infecto-contagiosas, como Coronavírus, Dengue, Zika, Chikungunya, Febre Amarela, Tuberculose, Hanseníase, Sarampo, Influenza, Raiva, Leishmaniose, entre outros.
*ms.gov.br


Fonte: Prefeitura de Chapadão do Sul
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »