17/02/2020 às 14h22min - Atualizada em 17/02/2020 às 14h22min

Projeto Papa Óleo será aberto a população para o descarte de óleo e eletrônicos nas escolas municipais

O Projeto Papa Óleo em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e União Social Ecológica agora será expandido à toda a população sul-chapadense.
Antes a coleta de óleo abrangia apenas a comunidade escolar. A escola municipal Érico Veríssimo se destacou em 2019 e em apenas 4 meses de projeto os alunos coletaram 2.035 litros de óleo que antes eram descartados na rede de esgoto ou no lixo. A escola Cecília Meireles coletou no mesmo período 1.133 litros de óleo.
A decisão foi tomada na primeira reunião de 2020 pelo Conselho Municipal de Meio Ambiente, com participação do Sindicato Rural, da Secretaria de Saúde, Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Secretaria de Educação, UFMS, Rotary, Secretaria de Infraestrutura, quando então ficou acordado que o projeto seria estendido a toda a comunidade de Chapadão do Sul.
A população de Chapadão pode procurar uma das escolas participantes do projeto para descartar óleo de cozinha usado e eletroeletrônicos:
- Escola Municipal Cecilia Meireles: Av. Goiás, 622 - Espatódia, Telefone: (67) 3562-2532
- Escola Municipal Érico Veríssimo: Av. Goiás, 1831 – Sibipiruna, Telefone: (67) 3562-2358
- Carlos Drummond: Av. Oito, 921 – (67) 3562-1730
Como descartar:
- óleo de cozinha: basta levá-lo armazenado numa garrafa PET de 2 litros ou pote de vidro;
- eletroeletrônicos de pequeno porte: celulares, liquidificadores, estabilizadores, computadores, telefones, impressoras, tablets, aparelhos de som. Equipamentos maiores como geladeiras, máquinas de lavar, televisor, continuarão sendo recolhidos pela coleta especial realizada pela Secretaria de Obras;
- pilhas e baterias: descarte nos papa pilhas a serem instalados nas escolas.
Horário: 07 às 10:30 e 13h às 16:30h.
O secretário de Educação Guerino Períus ressaltou sobre a importância da comunidade escolar continuar armazenando o óleo e enviar para a escola, pois além de colaborar com o meio ambiente o projeto também tem um cunho social: a cada dois litros de óleo entregues a criança ganha um brinde. Além disso, na soma total do volume coletado, há uma pontuação e no fim do ano, as crianças ganharão outros prêmios como dominó, bambolê, bola de vinil, areia cinética, bola gigante, bola de vôlei, bola de futebol, teclado infantil e outros.
O Secretário Felipe Scorsatto e a fiscal de meio ambiente Priscila Quevedo ficaram muito contentes com o resultado do projeto e acreditam que ao longo de 2020 mais de 10.000 litros de óleo serão destinados corretamente. Segundo Felipe, a população de Chapadão está se conscientizando cada vez mais, participando da coleta seletiva às quartas-feiras e denunciando descartes irregulares de lixo e queimadas.
Priscila ressaltou ainda, a importância do descarte correto dos eletroeletrônicos: computadores e celulares possuem elementos tóxicos e altamente contaminantes em sua composição, como chumbo, cromo, cádmio e mercúrio, por isso esses equipamentos não podem ser descartados no lixo comum e devem ter uma destinação diferenciada. A coleta na escola ajudará a ampliar o descarte adequado destes equipamentos, até que o município implante um ecoponto estruturado.
O supervisor da Sanesul em Chapadão, Bruno Batista Borges, informou que segundo relatórios extraídos do sistema PROCIS, houve redução de 30 a 40% nos entupimentos da rede de esgoto nos últimos três meses de 2019, reduzindo as operações de desobstrução da rede. Bruno ainda ressaltou que o projeto é muito importante, pois, além de reduzir desobstruções e evitar o envio de resíduos de óleo ao aterro sanitário, melhora a qualidade do meio ambiente, do tratamento do esgoto e conserva os recursos hídricos, pois o óleo prejudica a atividade das bactérias que atuam no tratamento do esgoto.
Dúvidas: 3562.1821 (SEDEMA).
Denúncias anônimas: 0800 647 0162 (Ouvidoria).
 
Fonte: Prefeitura de Chapadão do Sul
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »