27/01/2020 às 14h37min - Atualizada em 27/01/2020 às 14h37min

Secretaria de Segurança Pública para de divulgar número de mortes em ações policiais em Goiás

Decisão foi anunciada durante um balanço das ações da pasta em 2019. Segundo levantamento, os homicídios caíram 21% em relação a 2018.

A Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás (SSP-GO) informou, nesta segunda-feira (27), que não revelará mais o número de mortes em ações polícias no estado. As informações relativas a operações dos anos anteriores também não estarão disponíveis no site da pasta a partir de 1º de fevereiro.
"Nós temos o número, esse número é reservado. Estamos compartilhando com o Ministério Público e o Judiciário, que é a nossa obrigação. [...] Não vai ser divulgado porque temos uma portaria e limitação que vamos ter também referente à Lei de Abuso de Autoridade que vamos debater ainda", disse o secretário Rodney Miranda.
A declaração foi dada durante a divulgação do balanço das ações de 2019. Segundo estudo da pasta, os homicídios caíram em cerca de 20%, se comparado a 2018. O órgão também citou queda nas estatísticas de roubos a instituições financeiras (83%) e de cargas (59%):
  • Homicídios - 21,8%
  • Lesão corporal seguida de morte - 39,3%
  • Latrocínios - 43,8%
  • Roubos de veículos - 57,89%
  • Roubos a transeuntes - 45,88%
  • Roubos de carga - 59,82%
  • Roubos a comércios - 39,35%
  • Roubos a residências - 8,7%
  • Roubos a instituições financeiras - 83,33%
Apesar dos dados divulgados nesta segunda-feira, o secretário afirmou que eles ainda podem sofrer alterações porque os dados de 2018 seguem em reavaliação. A SSP estuda mudar a forma como são feito os registros policiais para evitar falhas. A ideia é deixá-los mais simples, apenas com informações importantes para as investigações.
"Nós encontramos muitas inconsistências. Nós tivemos acréscimo de 40 homicídios sobre o número divulgado e temos ainda 250 sob análise. Que foram tipificado de outra forma. Esses 40, por exemplo, foram erros [ no sistema]", explicou.
Os únicos números que, segundo o secretário, aumentaram em relação a 2018, foram os de furtos a residências e comércios. No entanto, o valor exato não foi divulgado.
Segundo o secretário, as informações referentes a todos os crimes serão divulgadas dia 1º de fevereiro, quando deve ser reaberta a área de estatísticas no site da SSP, que está fora do ar desde novembro de 2019.
O estudo da SSP também apontou que, de todos os casos abertos em 2019, 65% foram solucionados. Já a Polícia Técnico-científica conseguiu concluir 92% das perícias solicitadas, segundo o levantamento.
 
Fonte: G1Goiás
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »