29/11/2019 às 14h32min - Atualizada em 29/11/2019 às 14h32min

Moradores denunciam abandono de centro esportivo em Goiânia: ‘Fábrica de dengue’

Segundo eles, vestuário do local está sem telha e, com a chuva, a água empoça nos vasos sanitários, que viram criadouros de Aedes aegypti. Piscina desativada também vir

. Moradores reclamam do abandono do Centro Esportivo Morada Nova, em Goiânia. Segundo eles, a água empoça em uma piscina desativada e em vasos sanitários do vestuário, que está sem telhas. Assim, os espaços se tornam criadouros do mosquito Aedes aegypti. A situação de abandono está tão grave que escreveram no muro: “Cuidado, fábrica de dengue”.
A Prefeitura de Goiânia informou, em nota, que fará uma reforma no local em 2020.
De acordo com o estudante universitário Diego Marques de Matos, a situação adoece os vizinhos.
“Aqui na região muitos moradores já pegaram dengue. Frequentemente temos epidemia de dengue no bairra”, afirma Matos.
Ainda de acordo com o estudante, o abandono do local ocorre há cerca de dez anos. “Eu faço caminhada aqui às vezes, mas aqui está muito complicado. É muito triste um lugar deste tamanho, tão abandonado”, conta.
A dona de casa Joana Darc confirma que vários moradores da região já ficaram doentes por causa da dengue. “Aqui que só tem dengue, fecha aquela piscina que só criatório de dengue, aqui é só usuário de droga que fica aqui fora de hora. É perigoso. A gente tem filhos, a gente tem medo. Eu tenho medo. Moramos muito pregado aqui”, disse.

 
O estudante Pedro Teixeira de Paula, de 12 anos, costuma jogar futebol no Centro Esportivo, mas ele conta que gostaria que fosse feita uma reforma no local. “Eu queria muito que fizessem uma reforma aqui, porque a quadra está ruim”, conta.
Pedro conta ainda que o antigo bebedouro do local, que não funciona mais, também serve de criadouro do mosquito da dengue. Ele conta ainda que quando chove, não joga bola no local, por medo de ficar doente.
“Se chover, não tem aonde escorrer a água e fica cheio de mosquito. Preocupação para quem fica aqui”, afirma.
Em relação a água empoçada, uma equipe da Vigilância em Saúde da Prefeitura de Goiânia disse que vai ao local fazer uma visita para ver se tem foco do mosquito da dengue.
Já em relação às condições estruturais do Centro Esportivo, a prefeitura disse que está prevista uma reforma no primeiro semestre de 2020.

Ponto para usuários de droga

Os moradores relatam ainda que, devido à falta de estrutura para a prática de esportes, o local está sendo frequentado por usuários de drogas.
Segundo Diego, o Centro Esportivo se encontra abandonado há mais de seis anos. “É um lugar que foi criado pra que houvesse qualidade de vida, para que jovens fossem inseridos no esporte, e infelizmente ele tem se tornado um convite ao uso drogas. Mesmo aqui tendo a presença da Guarda Municipal, isso não inibe os usuários de droga”, disse.
 
Fonte: G1Goiás
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »