30/10/2019 às 14h53min - Atualizada em 30/10/2019 às 14h53min

Mulher 'engolida' por portão em calçada festeja aniversário em clima de celebridade: 'Pude alegrar muita gente'

Advogada goiana virou personalidade na internet depois que a cena viralizou nas redes sociais. Surpresa com a repercussão, ela comenta que situação foi 'engraçada'.

A advogada Marilene Oliveira, de 62 anos, que virou personalidade da internet após ser filmada sendo “engolida” por um portão eletrônico para dentro da casa de um desconhecido, comemorou o aniversário nesta terça-feira (29) em um restaurante de Goiânia. Com os amigos e familiares, ela celebrou a vida e também comentou sobre a repercussão do vídeo.
“Eu jamais imaginei que ele ia ser publicado em nenhum lugar, nem aqui só em Goiânia, jamais. No começo eu fiquei um pouco chateada, porque foi uma repercussão muito grande, mas depois eu me senti feliz porque eu pude alegrar muita gente. As pessoas ficaram felizes. Queira ou não queira, apesar da coisa ser séria, é engraçada”, disse.
Durante a festa de aniversário, Marilene afirmou que foi “engolida” pelo portão, porque estava caminhando concentrada em um processo que teria que atuar no dia. Ao entrar na casa sem querer, a advogada passou um susto ao ver dois pitbulls.
“Estava pensando em um processo que eu teria que falar nele ainda naquele dia para mandar para a Justiça e já eram 17h10. Lá é uma garagem enorme, e do lado tem um portão com dois pitbulls brancos, quando eles me viram, eles sacudiram o portão, aí pensei ‘agora eu estou perdida’, porque eles vão sair daí”, comentou, rindo da situação.

A advogada brincou que tirou uma “lição” que tirou da situação inusitada. “Só ficou uma coisa: nunca mais eu passo perto de portão, principalmente portão que abre por cima”, afirmou. Repercussão

A repercussão do vídeo foi tão grande que os parentes da família, de Minas Gerais, ficaram sabendo do caso pelas redes sociais.
“Eu recebi esse vídeo de uns parentes de Minas Gerais e o pessoal preocupado com a minha mãe, perguntando se ela estava bem e o que tinha acontecido. A hora que eu vi eu assustei muito”, disse a filha Ana Paula de Oliveira.
As imagens mostram um homem deixando uma garagem de moto. Sem olhar para trás, ele aciona o portão eletrônico, que começa a abaixar. Na sequência, a mulher, que andava pela calçada, é empurrada para dentro de casa pelo portão que fechava.
Marilene ficou presa por quase uma hora dentro da garagem da casa. Ela estava sem celular e não conseguiu entrar em contato com a família. Não havia ninguém dentro da casa que ela entrou por engano.
O circuito interno de câmeras da casa registrou ainda a mulher falando em direção à câmera na esperança de que alguém pudesse vê-la. Mas foi só depois de conseguir chamar uma vizinha, que a advogada conseguiu sair.
 
Fonte: G1Goiás
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »