18/10/2019 às 15h10min - Atualizada em 18/10/2019 às 15h10min

Preso suspeito de esfaquear menina de 6 anos enquanto assaltava casa, em Rio Verde

Segundo Polícia Civil, ele confessou roubo informalmente, mas não falou sobre o ferimento que causou à criança. População comemorou a prisão dele após perseguição de 2 horas.

As polícias Civil e Militar prenderam um jovem de 26 anos como suspeito de roubar celulares de uma casa e, na ação, esfaquear uma menina de 6 anos, em Rio Verde, no sudoeste goiano. Na casa onde ele mora foram encontrados os itens roubados.
A criança está internada no Hospital de Urgência da Região Sudoeste, em Santa Helena. A unidade de saúde disse que, até a manhã desta sexta-feira (18), ela tinha estado de saúde considerado grave, estava sedada e entubada.
Segundo a Polícia civil, o jovem ainda não apresentou advogado e não respondeu, também informalmente, sobre a facada que teria dado na criança. No entanto, ele ainda deve ser ouvido de maneira oficial pelos investigadores.
A prisão ocorreu na noite de quinta-feira (18). O delegado regional Carlos Roberto Batista contou que o preso havia deixado, na casa que foi assaltada, um celular produto de furto há algum tempo.
“No local desse primeiro furto, ele deixou o próprio celular. Nele havia várias informações e fotos que usamos para localizá-lo. A Polícia Militar cercou o perímetro ao abordá-lo em casa, ele furou o forro de PVC e saiu pulando muros e telhados. Depois de duas horas de perseguição conseguimos pega-lo”, explicou.
Segundo o delegado, a população comemorou a prisão do rapaz.

Crime

De acordo com o que foi dito pelos pais da criança à polícia, um ladrão invadiu o local de madrugada de quinta-feira e atingiu a menina na barriga com a faca porque ela se assustou e começou a gritar.
O crime aconteceu no bairro São João. Segundo o que o que foi apresentado pela Polícia Militar na delegacia, o criminoso teria pulado o muro do quintal e entrou na casa.
A família relatou que tem o hábito de deixar a porta destrancada e que a criança dormia sozinha no quarto. Eles também disseram aos policiais que acordaram com o grito da filha, correram e viram um vulto saindo da casa.
A faca usada para ferir a criança foi deixada no local do crime.
Fonte: G1Goiás
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »