25/01/2019 às 09h04min - Atualizada em 25/01/2019 às 09h04min

Polícia civil prende suspeito da morte de Jerfson oliveira em Mineiro-GO

O motivo alegado por eles não justifica a morte de Jerfson. Foi uma ação premeditada e com requintes de crueldade, afirma delegado.
Na tarde desta quinta-feira (24), a Polícia Civil apresentou os dois suspeitos de matar Jerfson Oliveira de Souza (25), na tarde de terça-feira (22), em uma estrada vicinal, conhecida como estrada da ‘farinha’. Aclésio Silva Santana e Roberto Francisco da Silva, contaram, na delegacia, que agiram por vingança após a vítima ter agredido o pai de Aclésio. De acordo com o delegado os dois serão acusados de homicídio qualificado.
Ao final da manhã de ontem (23), a Polícia Civil recebeu a informação de que um corpo havia sido localizado em uma estrada vicinal, sentido ponte do João Avelino, estrada da ‘farinha’, com sinais de esfaqueamento. Após identificar a vítima, os policiais Franklin Jardel, Paulo Elias, Marcos Gomes e Vinicius Eduardo, deram início às investigações. Os policiais descobriram que a vítima teria participado de uma confraternização em uma residência, que seria de um dos autores, e teria saído correndo do local posteriormente após se envolver em uma briga. A partir daí o caso começou a ser desvendado.
Aclésio contou aos policiais que a vítima teria agredido o seu pai e por isso buscou ajuda de Roberto para ‘vingar’ a agressão. De acordo com o delegado Júlio Cesar Arana Vargas, o crime é considerado hediondo e os autores podem ser acusados de homicídio qualificado. “O motivo alegado por eles não justifica a morte de Jerfson. Foi uma ação premeditada e com requintes de crueldade. Existe a informação que Aclésio teria, inclusive, oferecido dinheiro para que Roberto o ajudasse, mas o pagamento nem chegou a ser concretizado”, afirma.
Emboscada
De acordo com as informações levantadas até o momento, Aclésio teria ligado para a vítima e pedido para conversar com ele, pois precisavam resolver aquela situação. “A vítima confiou no Aclésio, pois, trabalhavam juntos e se conheciam a cerca de sete meses. Os autores se aproveitaram disso e armaram a emboscada”, conta o delegado. Ainda segundo as investigações, ao localizar a vítima, Roberto o teria segurado, enquanto Aclésio dava os golpes. Posteriormente os suspeitos esconderam o corpo na mata e voltaram para a residência de um deles.
Os suspeitos ainda esconderam a moto da vítima em outra localidade e queimaram o celular de Jerfson, na tentativa de encobrir o crime. “Os policiais agiram com rapidez. É preciso enaltecer o trabalho dos agentes, que em menos de 24 horas após a descoberta do crime, prenderam os autores e resolveram todo o caso”, salienta Arana.
Os suspeitos foram levados para a Delegacia de Polícia Civil e posteriormente para a Agência Prisional, onde estão a disposição da Justiça.
 
Fonte: Verde Vale Mineiros
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »