04/09/2019 às 10h19min - Atualizada em 04/09/2019 às 10h19min

Condenado por improbidade administrativa, prefeito de Quirinópolis-GO aguarda recurso apresentado ao TJ

O Tribunal de Justiça de Goiás (TJ/GO) marcou para esta terça-feira (3), o julgamento de recurso impetrado pela defesa do prefeito de Quirinópolis, Gilmar Alves (MDB), condenado por improbidade administrativa, em 2017.     De acordo com as informações apuradas, o caso se refere à publicidades que teriam sido feitas em seu segundo mandato (2009/ 2012). Tais publicidades, segundo a denúncia e a decisão judicial, caracterizaram promoção pessoal, o que viola o princípio da impessoalidade.       O prefeito foi condenado em primeira instância, em agosto de 2017. Em abril de 2019, o Tribunal de Justiça de Goiás (TJ/GO) manteve a decisão da comarca de Quirinópolis, que, além de suspender os direitos políticos, ainda condenou o prefeito à reparação integral do dano (R$ 5.850,00), multa civil de 2 vezes a remuneração recebida no mês de janeiro de 2019 e proibição de contratar com o poder público por 3 anos.            Gilmar Alves ingressou com recurso junto ao Tribunal de Justiça de Goiás (TJ/GO), a fim de anular ou modificar a condenação imposta a ele. Se o Tribunal de Justiça mantiver a decisão, ainda caberá outras contestações junto ao próprio TJ, bem como em instâncias superiores (STJ e STF).       Assim como o ex-prefeito Odair Resende (PSDB), declarado inelegível pelo prazo de 8 anos, por distribuição de terrenos, o atual prefeito Gilmar Alves (MDB) poderá concorrer nas eleições de 2020, caso consigam modificar as condenações impostas a eles ou através de Liminares.     Caso o atual prefeito Gilmar Alves (MDB) e o ex-prefeito Odair Resende (PSDB) não forem candidatos, o município teria uma disputa pela prefeitura, sem as suas maiores lideranças das últimas duas décadas. Sem a participação dos dois, uma terceira via poderia ganhar notoriedade na política local.
Fonte: Nossa TV
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »