29/06/2019 às 19h46min - Atualizada em 29/06/2019 às 19h46min

Processo contra Prefeito Rogério Graxa é legal e bem fundamentado SIM

Câmara Municipal de Chapadão do Céu
Ao contrário do que a defesa do Prefeito Rogério diz, “que o processo contra ele é ilegal”, o referido processo é totalmente legal e bem fundamentado em atos de irregularidades que o Prefeito cometeu, descumprindo as determinações legais da Constituição Federal e da Lei de Responsabilidade Fiscal.
Numa tentativa desesperada de inverter os fatos, confundir os cidadãos Céu Chapadenses e ganhar o apoio da população, o Prefeito e seus defensores colocam que o mesmo está sendo vítima de um processo ilegal, por perseguição e interesse de alguns vereadores, quando na verdade o processo é procedente, pois o Prefeito desrespeitou a Lei, e diante de uma denúncia e de tais fatos, é obrigação da Câmara cumprir sua função de fiscalizar, investigar e julgar tais atos.
O que tem sido colocado na mídia pela Prefeitura Municipal, sobre o motivo do Processo, acusando a Câmara de Vereadores de agir com motivações políticas, não condiz com a realidade, visto que o verdadeiro motivo é o que está constando nos autos do Processo, que está na Câmara Municipal, disponível a quem queira ver e saber a verdade.
O Presidente do Poder Legislativo destacou que é obrigação da Câmara, fiscalizar e acompanhar o trabalho do Poder Executivo:
- Os vereadores foram eleitos para representar e defender os interesses da população, aprovar as Leis que beneficiam o município e também fiscalizar a Administração, e, portanto, não podem ser omissos e coniventes com as irregularidades. Dai a obrigação da Câmara de cumprir seu papel de fiscalizar, e dos vereadores honrarem seus eleitores e a população Céu Chapadense. É claro que quem erra sempre vai querer justificar seu erro, ou jogar a culpa de seu erro em outros.  Porém estamos obedecendo a Lei e seguindo oque ela determina em todas as fases do processo – Citou.
Fonte : Câmara Municipal de Chapadão do Céu
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »