24/06/2019 às 13h56min - Atualizada em 24/06/2019 às 13h56min

Aposentado que sumiu ao sair para cobrar dívida de R$ 70 mil foi morto com tiro nas costas, diz delegado

Corpo foi achado em Caiapônia, a 334 km de Goiânia, 8 dias depois de o idoso ser visto saindo de casa.

O aposentado Antônio Vanderlei de Faria, de 65 anos, foi morto com um tiro nas costas, segundo o delegado Tiago Martimiano. O idoso foi dado como desaparecido depois de sair de casa, em Goiâniapara cobrar uma dívida de R$ 70 mil. O corpo dele foi achado oito dias depois em Caiapônia, a 334 km da capital.
De acordo com a Polícia Técnico-Científica, o corpo do aposentado foi identificado por arcada dentária mais de 48 horas depois de ser encontrado, na última quinta-feira (21). A família acompanhou os exames no Instituto Médico Legal (IML) de Iporá, para onde foi levado primeiro, e depois no IML de Goiânia.
Os dois filhos do aposentado chegaram para liberação do corpo às 16h de sábado (22). O corpo dele foi enterrado no Campo da Esperança, em Brasília.

Família

No sábado, o bancário Pedro Henrique Santiago, filho da vítima, falou sobre a perda repentina do pai e lembrou como ele era em vida.
“Meu pai era uma pessoa normal, aposentada, que aproveitava a vida da melhor maneira possível. Gostava de esporte, de ir à igreja, de cachorros. Ele sempre amou o interior. Cuidava bem da família dele, sempre foi uma pessoa muito correta com tudo e muito espiritualizada”, comentou.

Desaparecimento

Imagens de câmeras de segurança do dia 12 de junho mostram quando o idoso saiu do prédio, no Setor Nova Suíça, em Goiânia. Ele acena para uma pessoa e, em seguida, aparece sentado no banco do passageiro de uma caminhonete.
A família registrou o boletim de ocorrências na Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic) na quinta (13).
De acordo com o boletim de ocorrências, preocupada com o sumiço do pai, filha dele, a gastrônoma Larissa Santiago de Faria, 33 anos, chegou a ligar para o homem que deve Antônio algumas vezes, até que ele não atendesse mais as ligações.

Localização do corpo

Segundo a Polícia Civil, informações apontaram que o idoso poderia estar na região de Caiapônia, no sudoeste de Goiás, onde ele tem terras. O Grupo Antissequestro informou que foi a própria equipe que encontrou o corpo.
Vídeo e fotos divulgados pela polícia mostram o quanto o local em que o corpo foi achado é isolado, e que o idoso vestia as mesmas calça e camisa de quando sumiu. Segundo a polícia, não foram localizados documentos, celular ou qualquer outro pertence com ele.
Fonte:G1Goiás
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »