17/06/2019 às 16h10min - Atualizada em 17/06/2019 às 16h10min

iPhone 2020 deve ser o primeiro com processador de 5 nanômetros, diz site

Futuros celulares da Apple seriam até 15% mais rápidos.

Os iPhones de 2020 devem ser os primeiros dispositivos lançados com processadores de 5 nanômetros, de acordo com o site PhoneArena. Seria um avanço que renderia ganhos de desempenho e eficiência energética. Os futuros processadores da Apple seriam produzidos pela TSMC, uma das empresas especializadas na fabricação de semicondutores e que já domina o processo de 7 nanômetrosusado pela Qualcomm no Snapdragon 855, pela Apple no A12 Bionic e pela AMD em processadores e placas para PCs.
Ainda segundo o PhoneArena, a TSMC deve disponibilizar o processo de 5 nanômetros já no primeiro trimestre de 2020.
Os tais 5 nanômetros são uma medida – um nanômetro equivale a um bilionésimo de metro – que determina, basicamente, o nível de precisão do processo de fabricação dos componentes internos de um processador. Em geral, quanto menor essa medida, mais desses componentes cabem num mesmo processador, algo que explica saltos de desempenho sempre que um novo processo de manufatura – ou arquitetura – torna-se comercialmente disponível.
PhoneArena também observa que a Qualcomm deve recorrer à Samsung para a fabricação dos futuros Snapdragon 865. Como a gigante coreana ainda não domina o processo de fabricação de 5 nanômetros, o futuro Snapdragon pode repetir os 7 nanômetros do Snapdragon 855 atuais.
Os primeiros testes mostram que processadores de 5 nanômetros teriam espaço para 1,8 vez mais transistores no seu interior. O transistor é o componente fundamental de cada chip e a presença de uma quantidade maior desses elementos faz com que o processador seja mais versátil e tenha maior capacidade de trabalho.
O aumento na quantidade total de transistores daria aos novos processador ganhos potenciais de 15% em termos de velocidade. Além disso, há ainda outro efeito a ser considerado: com medidas menores, o processador tende a gastar menos energia para funcionar, o que também acaba reduzindo o nível de emissão de calor.
Fonte:G1TechTudo
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »