17/06/2019 às 15h46min - Atualizada em 17/06/2019 às 15h46min

Justiça decreta prisão de piloto filmado agredindo namorada, em Goiás

Advogada Luciana Sinzimbra diz que homem ficou dando voltas perto de sua casa de madrugada, mesmo havendo medida protetiva. Defesa de Victor Junqueira afirma que, se houve violação, foi acidental.

A Justiça determinou a prisão do piloto Victor Augusto Junqueira do Amaral, de 24 anos, que foi filmado agredindo a então namorada, após ele descumprir medidas protetivas, em Anápolis, a 55 km de Goiânia. Ele está usando tornozeleira eletrônica e violou a regra de se manter longe dela por pelo menos 300 metros. A defesa dele diz que, se houve a aproximação, foi acidental.
O pedido de prisão foi feito pela defesa da advogada Luciana Sinzimbra, de 26, no início de maio. “No dia 4, ele ficou dando voltas na minha casa, em Anápolis. Amigos disseram que ele tinha saído de um bar naquela madrugada e foi na direção da minha casa, que fica no lado oposto da dele”, disse a vítima.
Luciana contou ainda que o aparelho que ela tem para detectar a aproximação de Victor apitou várias vezes, o que mostraria que ele não estava passando pelo local ao acaso. “A polícia me ligou para saber como eu estava e para alertar que ele estava próximo da minha casa, orientando que eu registrasse um boletim de ocorrência”, completou.
Na sentença que determina a prisão de Victor, consta que a Central de Monitoração Eletrônica comunicou à Justiça que em maio “o acusado cometeu doze violações de área de exclusão e duas violações de fim de bateria”.
porque não sei se posso encontrar com ele, o que pode acontecer”, disse.
O advogado Régis Davidson Gonçalves, atual advogado do piloto, diz que não foi notificado oficialmente sobre o pedido de prisão até as 11h desta segunda-feira (17), mas que o cliente está à disposição da Justiça.
“Ficamos sabendo dessa suposta quebra da medida preventiva, mas não fomos chamados para prestar nenhum esclarecimento. Se houve, pode ter sido até de forma involuntária, quando ele estava passando para ir a algum outro local. Não houve qualquer situação de flagrante”, afirmou.--:--/--:--

Agressão

A agressão aconteceu no dia 14 de dezembro no apartamento em que Luciana mora, em Goiânia. No vídeo, Victor, que é filho do ex-prefeito de Anápolis Eurípides Junqueira, senta em frente à vítima e dá um forte tapa no rosto dela, que cai na cama. Ela pede várias vezes para que o namorado vá embora, mas ele se recusa e dá socos, empurrões e puxões de cabelo.
Victor foi denunciado no dia 24 de junho por violência doméstica no âmbito da Lei Maria da Penha, lesão corporal, ameaça e violação de domicílio.
Em fevereiro, mesmo com uma medida protetiva o proibindo de manter contato com Luciana, Victor enviou mensagens para o telefone dela. Na ocasião, a Justiça determinou que ele fosse monitorado com tornozeleira eletrônica e não se aproximasse a menos de 300 metros dela.
A defesa do piloto alegou que a ligação foi feita pela mãe do Victorcom o celular dele, sem que ele soubesse ou autorizasse.
Fonte:G1Goiás
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »