14/06/2019 às 15h07min - Atualizada em 14/06/2019 às 15h07min

Idosos revivem amor de mais de 50 anos atrás e se casam, em Goiânia

Josino Gusmão, 85 anos, e Maria José Pereira, 82, se reencontraram após ela sonhar com ele e pedir que uma sobrinha procurasse pelo aposentado em uma rede social. 'Foi lindo demais, ressurgiu', contou ela. 'Renasceu', emendou ele.

Um reencontro que fez renascer um amor de mais de cinco décadas. Os aposentados Josino Gusmão, 85 anos, e Maria José Pereira, 82, se conhecem desde de 1957 e não se viam há pelo menos 30 anos. Mas, em março deste ano, eles conseguiram se reencontrar após a idosa pedir que uma sobrinha procurasse por ele em uma rede social. E não é que deu certo? Os dois não só se viram, como assumiram o amor para os filhos dos casamentos anteriores e trocaram alianças no dia 3 de maio.
A história dos dois começou com uma amizade. Compadres e ex-vizinhos em Goiânia, eles só viram a possibilidade de ficarem juntos no fim dos anos 60, após Maria José ficar viúva e, logo depois, Josino se separar do primeiro casamento.
“Eu pensei: 'Os meninos não vão me aceitar'. Eram todos pequenos, eu já tinha dois e ela tinha cinco filhos”, lembrou ele.
Maria José tinha pouco mais de 30 anos e ficou viúva com os cinco filhos ainda crianças. Era professora do estado e criou os três meninos e as duas meninas. Para complementar a renda, ela vendia, de porta em porta, roupas que comprava em São Paulo. Vinda de Niquelândia, no norte de Goiás, foi mãe e pai ao mesmo tempo.
Os anos foram se passando e ela se dedicava exclusivamente à criação dos filhos, mas não nega que sempre lembrava do Josino. O aposentado contou que até tentou uma reaproximação há cerca de 30 anos. Foi até a casa de Maria, mas ficou outra vez com medo da reação dos filhos dela.
“Com os meninos já grandes, eu falei: 'Agora que piorou'. E não me deu coragem de convidar ela para ser minha companheira”, afirmou Josino.
O tempo passou e foi de Maria José que veio a coragem para reviver esse amor, no dia 24 de março deste ano.
“Eu comecei com um sonho. E sonhei com ele. Aí eu falei com a minha sobrinha se ela sabia olhar no celular e achar ele”, disse Maria.
A sobrinha dela conseguiu encontrar em uma rede social uma das filhas de Josino, que mora nos Estados Unidos e é afilhada de crisma de Maria. Ela passou o contato do pai. Ele estava morando em Goiânia e a quatro quadras da casa da aposentada, no Setor Fama.
“Liguei e ele atendeu. Falei com ele que era Maria José. Ele disse que não estava sabendo quem era”, comentou ela.
Mas não demorou muito até que a memória trouxesse de volta aquele amor adormecido e ele fosse correndo até a casa dela. “Ele veio bater aqui”, disse ela. “Quando ela ligou, eu não pensei duas vezes e caminhei diretamente para cá”, completou ele.

Segundo o casal, rolou um clima e dessa vez não houve medo que impedisse os dois de assumirem o namoro. Aos poucos, foram contando para todos os filhos sobre a decisão de se casarem.
No dia 1º de abril, coube a Maria José contar da relação dos dois para o filho mais velho. O empresário e advogado Wagner Antônio Pereira, 61 anos, disse que chegou a pensar que era uma pegadinha da data, Dia da Mentira, quando recebeu o telefonema da mãe dizendo que tinha sido pedida em casamento.
“Eu contei que ele veio me pedir em casamento. Não pensei duas vezes. Na mesma hora eu aceitei’", afirmou Maria.
“Eu achei que fosse brincadeira a ligação, mas marquei de conversar com ele e fiquei sabendo de toda a história”, disse Wagner, que perguntou ao Josino quais eram as reais intenções dele.
Juntos, todos decidiram que o aposentado iria se mudar para a casa da futura esposa.

Do noivado ao casamento

No dia 11 de abril, dia do aniversário de Josino, as alianças de noivado foram trocadas e começaram os preparativos para o casamento, que aconteceu no dia 3 de maio em um espaço de festa na capital.
“Marcamos o casamento para ser na casa do meu filho. As minhas netas ficaram entusiasmadas e acharam o lugar pequeno, porque todo mundo estava querendo ir. Resolveram mudar e procurar outro lugar”, disse a aposentada.
Chegou o grande dia, quando dezenas de familiares, entre filhos, netos e bisnetos, além de outros parentes e amigos acompanharam a cerimônia feita por um diácono de Brasília, amigo de Josino. Coube ao primogênito da Maria José conduzi-la até o altar. Nas filmagens e fotos feitas pela família estão as provas de que a emoção tomou conta do local.
“Foi lindo demais, ressurgiu”, contou ela, colocando mão sobre o lado esquerdo do peito. “Renasceu”, emendou ele.
Teve lua de mel
Não pense que, por conta da idade, eles deixaram de pensar em lua de mel. Um dos filhos dela deu de presente uma viagem para Rio Quente. Eles gostaram tanto que já estão programando outros passeios no carro antigo dele.
“Nessa união, só a morte vai ser a nossa separação. O único jeito de finalizar. Aos 85 é finalzinho de vida mesmo, então vamos aproveitar. Nós vamos viajar, curtir e só. Está tudo em ordem. Com o dinheirinho das nossas aposentadorias dá para comprar a gasolina”, brincou Josino.
Sobre a relação, eles dizem que nunca estiveram tão felizes. “Mais afinidade, mais carinho. É o dia inteiro a gente grudado”, comentou ele.
Fonte:G1Goiás
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »