14/06/2019 às 15h06min - Atualizada em 14/06/2019 às 15h06min

Aluna denuncia que foi agredida pelo ex no corredor de faculdade, em Goiânia: 'Estou com medo'

Jovem disse que eles começaram a discutir, e homem lhe deu um tapa e uma rasteira. O ex também registrou ocorrência, relatando que a agressão partiu dela e que ele foi a vítima.

Uma estudante de 26 anos conta que foi agredida pelo ex-namorado no corredor da faculdade onde estuda, em Goiânia. Segundo ela, o autor, de 30 anos, acertou um tapa no rosto dela e deu uma rasteira que a fez cair no chão. Ela registrou ocorrência por lesão corporal e injúria na Delegacia da Mulher, e conseguiu uma medida protetiva na Justiça que impede que ele entre em contato com ela, mas segue aflita.
"Estou com medo. Ele sabe onde eu moro, onde eu trabalho, onde minha filha estuda", disse a jovem.
G1 não conseguiu descobrir quem representa o suspeito, mas localizou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) que ele registrou dizendo ter sido agredido pela jovem, e não o contrário.
O caso aconteceu na quarta-feira (12). Segundo a estudante, ela e o ex namoraram por pouco mais de um ano e estão separados há cerca de dois meses. Ela disse que se veem na faculdade, porque estudam na mesma sala, mas não costumam conversar, até que acabaram se encontrando em uma sala ao irem entregar um trabalho.
"Ele já tinha tentado falar comigo umas semanas atrás, mas eu o bloqueei. Quando eu entrei na sala, ele estava lá, e o professor, sem saber que a gente tinha terminado, brincou comigo falando que eu devia dar um jeito nele. Falei que a gente tinha terminado, mas ‘que bom que ele criou vergonha e fez o trabalho’ - já que eu fazia todos os trabalhos para ele", lembrou.
A jovem disse que foi depois disso que o homem se alterou e disse que ia esperá-la do lado de fora da sala, já em tom agressivo. Ao sair, ela o encontrou esperando-a no corredor e os dois começaram a discutir.
"Ele veio agressivo, me perguntando se eu tinha mandado ele tomar vergonha na cara. Eu disse que não era nada disso. [...] Falei para ele calar a boca, ele me desafiou a repetir e eu repeti"
"Nisso ele me deu um tapa na cara e me deu uma rasteira que me fez cair no chão", disse a jovem.
De acordo com a estudante, uma amiga presenciou tudo e, quando ela foi agredida, outros estudantes vieram e cessaram a briga.
A jovem disse ainda que existem câmeras de segurança no corredor em que a agressão aconteceu, mas que, segundo a Faculdade Cambury, os equipamentos não funcionam e, portanto, não registraram o ocorrido.
G1 entrou em contato com a assessoria do local, por e-mail às 11h34, e aguarda posicionamento.
A vítima disse que, apesar do medo, tem ido à faculdade. “Está na época das provas finais, não quero ficar prejudicada”, justificou.
Outro lado
Suspeito de agredir a ex, o homem de 30 anos também registrou, na Central de Flagrantes de Goiânia, uma ocorrência contra a jovem. Ao denunciar o caso, ele disse que, a ex-namorada “saiu da sala e começou a provocá-lo”. Em seguida, conforme o relato, ela o ofendeu verbalmente e “na sequência acertou um tapa no rosto dele”.
Ainda conforme o registro que o homem fez na Polícia Civil, “na sequência imediata, no impulso, [ele] acertou algumas poucas folhas de um trabalho da faculdade, que segurava dobradas na mão, no pescoço [da ex-namorada] e acertou um chute de rasteira no pé [dela], que se desequilibrou e caiu”.
Veja outras notícias da região no G1 Goiás.
Fonte:G1Goiás
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »