12/06/2019 às 14h09min - Atualizada em 12/06/2019 às 14h09min

Idoso fica ferido após ter moto atingida por cavalo em avenida de Aparecida de Goiânia

Mesmo com a clavícula trincada, Alcione Silva precisa trabalhar para não passar fome. Um mês após a batida, ele socorreu outra motorista que também foi atingida pelos animais. Eles pedem a retirada dos cavalos.

Aos 77 anos, o catador de recicláveis Alcione Pimentel da Silva teve a clavícula trincada em dois pontos após ter a moto atingida por cavalos, na Vila Alzira em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. Segundo ele, os animais ficam em um curral improvisado em um terreno que fica em frente à casa dele.
“Eu ia de moto devagarzinho, cavalo atravessou na minha frente, correndo, e aconteceu o acidente. Estou com dois trincados na clavícula. Fiquei rolando no chão com dor”, diz o idoso.
Foi o seu Alcione que, um mês depois do acidente dele, socorreu a secretária Ivani Lucas, que também se envolveu em um acidente com dois cavalos. Felizmente, os danos foram apenas materiais.
“Tiraram os cavalos da carroça, bateram, foi quando vieram atravessar [a avenida], e eu estava passando. Graças a Deus a corda arrebentou, um passou na frente, porque eu joguei o carro, e o outro bateu na lateral, amassando duas portas”, conta Ivani.
“Fiquei de 30 a 40 minutos no carro porque não conseguia andar, parece que tinha quebrado as minhas pernas porque o susto foi muito grande, pensei que o cavalo ia entrar no meu carro”, afirma a motorista.

Prejuízo

De acordo com Alcione e Ivani, eles procuraram os donos dos animais para que fossem ressarcidos do prejuízo, mas não receberam. A secretária calcula um prejuízo de R$ 1,7 mil para consertar o carro, que tem apenas um ano de uso. Ela terá de trocar uma das portas.
Já Alcione teve de pagar R$ 600 para consertar a moto. Mesmo machucado, o idoso precisa trabalhar.
“Estou pegando reciclagem na rua para não passar fome, mesmo doendo. Com esse frio ainda dói mais”, conta o idoso.
A secretária afirma que os acidentes na avenida são constantes. Também falta iluminação na via. A Coordenadoria de Iluminação Pública de Aparecida de Goiânia informou que encaminhará uma equipe de manutenção até a Avenida Amendoeiras, nesta semana, para tomar providências em relação à falta de iluminação.
“Minha colega trabalha na lotérica e disse que várias pessoas foram lá com braço, perna e clavícula quebrada por causa de cavalos na região. Minha colega de trabalho falou também que o genro foi acidentado na Avenida São João, o carro dele acabou todo porque bateu no cavalo. Preciso de uma providência urgente para não acontecer vítimas fatais aqui”, lamentou.

Charreteiros

G1 procurou os charreteiros que são apontados pelos moradores como donos dos cavalos. Eles alegaram que, realmente, algumas vezes os animais fogem, mas o único acidente que causaram foi com um entregador de gás e, na ocasião, pagaram o prejuízo do motociclista.
Os charreteiros afirmam ainda que não foram os animais deles que se envolveram nas batidas de Alcione e Ivani. A reportagem foi até um casal que tem cavalos a cerca de 1 km do local dos acidentes, e eles negaram que os animais deles sequer fogem.

Retirada dos cavalos

Ivani afirma que já ligou várias vezes para a Secretaria Municipal de Assistência Social de Aparecida de Goiânia. Porém, nenhuma medida foi tomada.
“Preciso de uma providência urgente para não acontecer vítimas fatais aqui”, pede Ivani.
A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) informou, em nota, que uma equipe será enviada até os locais para identificar os proprietários dos cavalos. "Os responsáveis serão notificados sobre os perigos de permitir o tráfego dos animais pelas vias com fluxo de veículos, com risco de causar acidentes e prejudicar tanto o animal quanto os motoristas que passam pelas avenidas".
O órgão pede à população que, quando os animais forem vistos nessas condições, entre em contato imediatamente para que eles sejam recolhidos. A denúncia pode ser feita pelo telefone (62) 3545-6024 ou (62) 98459-1661.
Fonte:G1Goiás
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »