10/06/2019 às 13h48min - Atualizada em 10/06/2019 às 13h48min

Bebê achado morto junto com o pai em Piranhas morreu engasgado, diz delegado

De acordo com a polícia, o rapaz se matou após deixar a criança em casa para ir a uma festa e encontrar a ex com novo namorado.

A Polícia Civil informou nesta segunda-feira (10) que o bebê de 11 meses que foi achado morto junto com o pai morreu engasgado dentro de casa, em Piranhas, na região oeste de Goiás. Segundo o delegado Ricardo Galvão, não há indícios de que o menino José Eduardo Oliveira Ribeiro tenha sido assassinado. O jovem, Eliomar Francisco Ribeiro, de 25 anos, se matou na mesma casa.
“O pai da criança não foi o responsável, ela morreu engasgada, provavelmente com o próprio leite, obviamente por falta do cuidado necessário que uma criança de 11 meses precisa”, disse o delegado.
Eliomar tinha se separado da mãe da criança há dois meses e estava cuidando da criança neste final de semana. “O pai deixou a criança sozinha e foi para uma festa, onde viu a mãe da criança já com outro namorado. Ele voltou choroso para casa e praticou o suicídio”, completou.
O delegado disse ainda que não há como precisar se a criança morreu antes ou depois do pai. “Não dá para saber se o rapaz, ao chegar da festa, encontrou a criança morta e, com o sentimento de culpa, praticou isso, somado ao fato de ter perdido a mulher, ou se o suicídio foi único e exclusivamente em relação ao fato de ter visto outra pessoa na festa, e, devido a isso, a criança veio a falecer”, explicou.
Os corpos dos dois foram encontrados no domingo (9), pela avó de Eliomar. Ele morava nos fundos da casa dela, que estranhou ele não ter ido tomar café da manhã, como de costume.
O delegado esclareceu ainda que já foi aberto um inquérito para investigar o caso e que deve ouvir testemunhas. “Seria para apurar a responsabilidade do pai referente à morte da criança, mas como ele já faleceu em relação ao suicídio, não tem muito o que fazer”, completou.
Fonte:G1Goiás
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »