13/05/2019 às 14h28min - Atualizada em 13/05/2019 às 14h28min

Redação debate troféu entregue a Sidão e Marcelo Barreto afirma: "Caímos na armadilha perfeita"

Bancada discutiu a premiação do goleiro com o troféu Craque do Jogo e falou sobre a influência das redes sociais na votação

O Redação SporTV desta segunda-feira repercutiu o caso Sidão. Os jornalistas Carlos Eduardo Eboli, Carlos Eduardo Mansur e Marcelo Barreto falaram sobre o episódio e a mobilização das redes para eleger o goleiro craque da partida.
- Essa iniciativa da interatividade acabou se transformando na armadilha perfeita. Criamos uma alternativa de interatividade para os jogos transmitidos pela TV Globo, especificamente, votar no melhor jogador da partida. A internet transformou com a chamada zoeira, isso já tinha acontecido algumas vezes. Em uma delas, por exemplo, Galvão Bueno, com a categoria que tem, tirou de letra - apontou Barreto.
Os jornalistas também comentaram sobre a influência da internet no processo, feito online. Além disso, outros assuntos como o Inacreditável F.C. e a cultura do torcedor também foram colocados em pauta.
- Eu entendo que tenha tido também muito dessa questão do desabafo, mas a gente não pode descartar esse lado todo da zoeira e de transformar tudo que tem para os internautas votarem, não sei se necessariamente a protesto, mas em deboche e em uma subversão do que foi feito. E teve uma participação no mínimo importante do canal Desimpedidos, que hoje inclusive apagou todos os posts publicados ontem - apontou Barreto.
- A questão do Inacreditável FC se enquadra em algo que me preocupa muito, na nossa visão de futebol, que é a supervalorização do erro. Quase sempre a visão de futebol no Brasil ela superdimensiona o erro, o derrotado, e muito menos o vencedor, a performance positiva. O comportamento em estádios hoje, a forma como facilmente uma torcida se volta contra um personagem do jogo ela é quase automática. É muito mais fácil colher pressão e xingamentos e ofensa do que apoio para uma volta por cima, é parte da cultura - apontou Carlos Eduardo Mansur.
O apresentador Marcelo Barreto aproveitou para explicar a diferença do Inacreditável F.C. para o troféu Craque do Jogo e a proposta do troféu que premia o melhor jogador em campo.
- Ontem a brincadeira não foi proposta por nós. Ela não foi proposta por quem inventou o troféu. Não é o troféu zoeira. Não é o troféu pereba.com, como diria o nosso companheiro Dé Aranha. Não é um troféu criado em campo para você chegar e humilhar um jogador. O troféu foi criado para entregar ao Rodrygo, esse era um jogador que deveria ser celebrado - concluiu Barreto.
- Esse é um debate extremamente salutar para a nossa categoria, extremamente salutar. Não adianta querer pendurar ninguém de cabeça para baixo, caçar as bruxas. É um debate extremamente salutar que estamos fazendo aqui de uma maneira extremamente democrática, inclusive - concluiu Eboli.
Fonte:G1esportes
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »