09/05/2019 às 15h07min - Atualizada em 09/05/2019 às 15h07min

ACIDENTE ENTRE TRÊS CAMINHÕES E UMA CAMIONETE DEIXA 5 FERIDOS EM CATALÃO

Cinco pessoas ficaram feridas em um acidente envolvendo três caminhões e uma camionete, na GO-330, em Catalão, interior de Goiás. O acidente ocorreu por volta das 18h40 desta quarta-feira (8/5), na altura do quilômetro um da rodovia. Todos os feridos eram ocupantes do veículo de passeio e foram socorridos por equipes do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).
De acordo com a corporação, o acidente ocorreu quando a camionete e um caminhão, que trafegavam sentido Catalão, se chocaram com outros dois caminhões que seguiam sentido Ipameri. Todos os ocupantes da camionete se feriram, entre eles duas crianças. As vítimas foram socorridas conscientes e levadas para o Pronto Socorro da Santa Casa da cidade.
 
GO-330 deve passar por reforma emergencial
 
Uma ação do Ministério Público de Goiás (MP-GO), acatada pela Comarca de Urutaí, determinou que a Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), órgão do Governo de Goiás responsável pela administração e manutenção das rodovias goianas, realize, dentro de 30 dias, a reforma da pista de rolamento da GO-330, nos trechos danificados de Pires do Rio -Urutaí e Urutaí-Ipameri, com conclusão em 180 dias.
 
A ação ainda determina que, em caso de descumprimento da decisão, o órgão deverá pagar multa diária de R$ 10 mil.
De acordo com informações do MP-GO, ação, aceita pelo juiz José dos Reis Lemes, foi proposta em conjunto pelas Promotorias de Justiça de Urutaí, 1ª de Ipameri e 2ª de Pires do Rio, no início do mês, tendo sido precedida de requisição de informações e recomendação à Goinfra, cujas orientações, segundo o MP-GO, não foram atendidas.
Os promotores responsáveis pela ação enfatizaram que “a rodovia é uma das mais importantes do estado, especialmente entre Pires do Rio e Catalão, incluindo, portanto, os trechos entre Urutaí, Ipameri e Pires do Rio, e muito utilizada para o tráfego de veículos de cargas, no transporte de produtos relevantes para a economia goiana, para o transporte escolar e de ambulâncias”.
 
Resposta
 
Em nota, a Goinfra se manifestou e disse que antes mesmo da decisão judicial ela já “adotava as medidas necessárias para a retomada da manutenção da rodovia citada”. Veja o texto na íntegra: “A Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra) informa que está em conclusão termo de referência para a licitação da manutenção da rodovia da GO-330, regional sem contrato desde 2018. O cronograma para conclusão da licitação e dos serviços foi apresentado em processo judicial. E antes mesmo da decisão da Justiça, a Goinfra já adotava as medidas necessárias para a retomada da manutenção da rodovia citada.​”
 
Fonte: Dia Online
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »